Polícia

Bahrein: manifestantes enfrentam polícia horas antes do GP de F1

Novos choques entre manifestantes e policiais foram registrados neste domingo em distintas cidades próximas à capital do Bahrein, Manama, antes do início do Grande Prêmio de Fórmula 1, informou o presidente da Associação Bareinita da Juventude para os Direitos Humanos, Mohammed al Maskati. Maskati explicou que a polícia usou gás lacrimogêneo contra os participantes dos […]

Arquivo Publicado em 22/04/2012, às 13h20

None

Novos choques entre manifestantes e policiais foram registrados neste domingo em distintas cidades próximas à capital do Bahrein, Manama, antes do início do Grande Prêmio de Fórmula 1, informou o presidente da Associação Bareinita da Juventude para os Direitos Humanos, Mohammed al Maskati. Maskati explicou que a polícia usou gás lacrimogêneo contra os participantes dos protestos e garantiu que muitos deles ficaram feridos.


O ativista indicou que desde a primeira hora da manhã ocorrem manifestações em 15 localidades da ilha. “A polícia levantou postos de controle para impedir que haja concentrações, especialmente dentro de Manama e na estrada que leva ao circuito de Sakhir”, afirmou.


 Maskati acrescentou que os feridos não vão aos hospitais por medo de serem detidos ali. Os enfrentamentos entre manifestantes e as forças de segurança foram mais intensos na noite passada, depois que a oposição denunciou a morte de um jovem por disparos da polícia no dia anterior.


Nesta manhã, alguns manifestantes queimaram pneus em algumas cidades, apesar da intensa presença policial, principalmente nas localidades ao sudoeste de Manama, próximas a Sakhir. Desde o início dos protestos contra o regime, em fevereiro de 2011, pelo menos 70 pessoas morreram no Bahrein, enquanto milhares foram detidas e dezenas condenadas à prisão, de acordo com os dados da oposição.< p>


O Bahrein é um pequeno reino do Golfo Pérsico, no qual 70% da população é xiita, embora seja governado por uma monarquia sunita.

Jornal Midiamax