Polícia

Além dos policiais, técnicos da Iagro alegam não receber diárias de fiscalizações em MS

Cerca de 60 técnicos estão no aguardo das diárias anteriores ao mês de outubro, que segundo eles deve ser paga pelo Governo do Estado.

Arquivo Publicado em 13/12/2012, às 20h22

None

Cerca de 60 técnicos estão no aguardo das diárias anteriores ao mês de outubro, que segundo eles deve ser paga pelo Governo do Estado.

Além dos policiais militares, que denunciaram ontem (12) ao Midiamax o não pagamento das diárias referentes às fiscalizações da Iagro/MS (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal), no interior de Mato Grosso do Sul, os técnicos e fiscais dizem estar passando pelo mesmo problema, desde o início do ano.


Foram inúmeras as ligações desde a tarde de ontem, assim que a matéria foi publicada no Midiamax. Eles explicaram que o repasse do Governo Federal, por meio do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), no qual eles recebem a diária de R$ 177, é realizado sem atrasos desde o mês de outubro.


Porém, cerca de 60 técnicos estão no aguardo das diárias anteriores. “O nome desse convênio entre a Iagro/MS e o Governo Estadual conhecemos por fonte 40. É daí que não recebemos, sendo que o valor é de R$ 60 ao dia. Fui convocada quando o foco estourou, fiquei 20 dias na fronteira, dormi no chão e até hoje não recebi pelo meu trabalho e esforço”, diz uma técnica que esteve em Bela Vista este ano.


Indignada com a situação, outra funcionária fala que é grande o descaso do governo de MS com os seus servidores. ”Tenho 25 anos na casa e já participei de muitas viagens. Combatemos a entrada da doença, nosso trabalho é sério. E já participei de uma luta de cinco anos por melhoria salarial, mas nunca conseguimos nada, muito menos as diárias”, lamenta a técnica.


A reportagem tentou novamente falar com a diretoria da Iagro/MS, mas foi informada de que ela estaria em uma reunião nesta tarde.

Jornal Midiamax