Polícia

Presos do 1° DP serão transferidos todas as sextas-feiras para presídio de Dourados

Segundo o delegado José Roberto Batistela, titular do 1° DP, os homens e mulheres que forem presos durante a semana ficarão alojados temporariamente na carceragem do 1° DP até as sextas-feiras.

Arquivo Publicado em 02/12/2011, às 20h00

None

Segundo o delegado José Roberto Batistela, titular do 1° DP, os homens e mulheres que forem presos durante a semana ficarão alojados temporariamente na carceragem do 1° DP até as sextas-feiras.

Os mais de 25 homens e ao menos três mulheres presas na carceragem do 1° DP de Dourados, foram transferidos nesta sexta-feira (02) para os presídios Harry Amorim Costa (PHAC) e para o Presídio Feminino de Jateí (PFJ).


Segundo o delegado José Roberto Batistela, titular do 1° DP, os homens e mulheres que forem presos durante a semana ficarão alojados temporariamente na carceragem do 1° DP até as sextas-feiras. O delegado explica que essa metodologia faz parte do acordo de transferência dos presos, que devem ser listados e ter a transferência assinada pela justiça.


Desde a transferência de 45 mulheres do 1° DP para o recém ‘inaugurado’ presídio feminino de Jateí, e de 55 presos do antigo presídio da mesma cidade para o PHAC, no dia 22 de novembro, a carceragem do 1° DP que ficou com oito presos por pensão alimentícia já contava com quase trinta a mais, entre homens e mulheres nesta sexta-feita. “Prendemos gente todos os dias”, alega o delegado Batistela.


De fato, em pouco mais de uma semana o número de prisões efetuadas pelas polícias de Dourados é substancial. A partir do acordo entre Sejusp, Agepen, MPE e o delegado regional Carlos Videira foi possível realocar as presas de Dourados para o Presídio Feminino de Jateí e os outros detentos para o PHAC. “Não dá para fazer transferência todos os dias, é inviável do ponto de vista do trabalho policial e de logística”, afirmou Batistela.

Jornal Midiamax