Polícia

Policial federal que matou PM sai do hospital e vai prestar depoimento na segunda-feira

O policial federal Leonardo de Lima Pacheco que matou na tarde do Dia das Mães o policial militar Sandro Alvares Morel e feriu a bala o também PM José Pereira de Souza, deixou o Hospital Santa Rita na tarde de ontem e deverá prestar o primeiro depoimento a Policia Civil na próxima segunda-feira. Pacheco ficou […]

Arquivo Publicado em 13/05/2011, às 12h49

None

O policial federal Leonardo de Lima Pacheco que matou na tarde do Dia das Mães o policial militar Sandro Alvares Morel e feriu a bala o também PM José Pereira de Souza, deixou o Hospital Santa Rita na tarde de ontem e deverá prestar o primeiro depoimento a Policia Civil na próxima segunda-feira.

Pacheco ficou internado no Santa Rita porque também foi atingido por arma de fogo durante o enfrentamento com os policiais militares depois da desastrosa “operação” que teve como pivô a guarda municipal Zilda Aparecida Ramires Rodrigues que protagonizou uma conversa com o federal no MSN onde “sexo e drogas” foram o teor principal.

Depois que saiu do Hospital Leonardo Pacheco foi encaminhado para uma cela da Polícia Federal porque foi preso em flagrante pela Polícia Civil no dia do crime.

Enquanto está preso Leonardo aguarda que o juiz da terceira Vara Criminal julgue o pedido de relaxamento da prisão feito pelo advogado de defesa Felipe Azuma.

Ontem o Ministério Público Estadual se manifestou sobre o caso e recomendou ao judiciário que Leonardo ganhe o benefício da liberdade provisória deste que não chegue perto da guarda municipal, não se ausente do município e não seja transferido pela PF.

O advogado Felipe Azuma acredita que até o final da tarde desta sexta-feira a justiça deverá se pronunciar a respeito do caso e atenda as considerações do MP e liberte o policial.

Jornal Midiamax