Polícia

Pescador é preso com crânio de jacaré e fotos de animais mortos

Um pescador foi preso na tarde desta quinta-feira (20) no distrito de Albuquerque, em Corumbá, durante fiscalização fluvial pelo rio Paraguai feita pela PMA (Polícia Militar Ambiental). Os militares autuaram o homem por construção em APP (Área de Preservação Permanente), posse de munições de armas de caça, e ainda por guardar um crânio de jacaré […]

Arquivo Publicado em 21/10/2011, às 00h28

None

Um pescador foi preso na tarde desta quinta-feira (20) no distrito de Albuquerque, em Corumbá, durante fiscalização fluvial pelo rio Paraguai feita pela PMA (Polícia Militar Ambiental).


Os militares autuaram o homem por construção em APP (Área de Preservação Permanente), posse de munições de armas de caça, e ainda por guardar um crânio de jacaré e sete fotos de animais abatidos por ele.


Segundo a PMA, o homem construiu um rancho de pesca em alvenaria dentro da área de vegetação ciliar do rio Paraguai. No rancho, os policiais ainda apreenderam 55 munições calibre 22 e 11 cartuchos de espingarda calibre 16, que normalmente são utilizadas em caça.


O pescador recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material aprendido, à delegacia de Polícia Civil de Corumbá, onde foi autuado em flagrante, por crimes ambientais e posse ilegal de munições.


As penas podem chegar até sete anos de detenção. O pescador profissional também recebeu multa no valor de R$ 12 mil.

Jornal Midiamax