Polícia

Morte de bombeiro por policial federal com troca de tiros em boate marca Operação em MS

Paulo Sérgio da Silva Pompeo, de 22 anos, foi morto após trocar tiros com um policial federal na madrugada do sábado (12). Caso coincidiu com início da operação especial do GGIFron.

Arquivo Publicado em 12/11/2011, às 19h36

None
1773699543.jpg

Paulo Sérgio da Silva Pompeo, de 22 anos, foi morto após trocar tiros com um policial federal na madrugada do sábado (12). Caso coincidiu com início da operação especial do GGIFron.

Começou quinta-feira (10) e prossegue até domingo (13), em Ponta Porã, a operação de caráter preventivo e repressivo realizada pelo GGIFron (Gabinete de Gestão de Integração de Fronteira de MS). O planejamento da ação prevê também a fiscalização das rodovias estaduais, federais e estradas vicinais.


Neste feriadão, acontece na fronteira mais uma edição do Motorcycle, que reúne gente de várias partes do Brasil e do exterior. Mesmo a intensa força policial envolvida na operação deste fim de semana, não impediu a troca de tiros que culminou na morte de um soldado do Corpo de Bombeiros Paulo Sérgio da Silva Pompeo, 22 anos, que servia em Corumbá. O disparo teria partido da arma de um Policial Federal.


Segundo informações o bombeiro, que estava à paisana, e o policial federal, se desentenderam no local onde acontecia o encontro de motociclistas e iniciaram uma troca de tiros. O Motorcycle, 9º Encontro Internacional de Motociclistas. Começou ontem em Ponta Porã e segue até domingo.


A redação do Midiamax de Dourados acompanha o evento de motociclistas em Ponta Porã. Até o momento não foram divulgadas novas informações sobre o incidente. O caso foi encaminhado pela Polícia Federal para a primeira delegacia da Polícia Civil de Ponta Porã.


A operação
A operação conta com agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Policias Civil e Militar, DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Corpo de Bombeiros, integrantes do Exército Brasileiro, Força Nacional, Ministério Público Estadual e equipes da Polícia Nacional do Paraguai.


De acordo com o secretário executivo do GGIFron, coronel da Polícia Militar Valter Godoy Rojas, a operação segue os moldes da “Operação Presença”, deflagrada em outubro pelo GGIFron de Corumbá, no distrito de Albuquerque.


“A primeira ação realizada pelo Gabinete de Gestão de Integração da Fronteira teve saldo bastante positivo, ampliando a sensação de segurança e fortalecendo os laços entre as instituições que integram o colegiado. A expectativa é obter resultado similar em Ponta Porã”, informou Godoy.


O Gabinete de Gestão de Integração da Fronteira é o segundo do Estado e foi instalado em Ponta Porã em agosto deste ano. O Gabinete visa intensificar as políticas de enfrentamento aos crimes na faixa de fronteira e fortalecer a integração entre o Brasil e o Paraguai, no combate à criminalidade, informa a assessoria de imprensa do Governo de Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax