Polícia

Produtos apreendidos pela polícia são doados para a Apae

Mais de mil artigos, frutos de apreensão, estão sendo comercializados por meio de um bazar na Apae. Os produtos após a liberação da polícia foram doados para a associação. As mercadorias são do Paraguai e apreendidas devido a falta de nota. De acordo com Shirley Borges Leonardo, voluntária da Apae, todos os anos a polícia […]

Arquivo Publicado em 13/12/2010, às 23h57

None

Mais de mil artigos, frutos de apreensão, estão sendo comercializados por meio de um bazar na Apae. Os produtos após a liberação da polícia foram doados para a associação. As mercadorias são do Paraguai e apreendidas devido a falta de nota.


De acordo com Shirley Borges Leonardo, voluntária da Apae, todos os anos a polícia contribui com a instituição. “Ganhamos muitos brinquedos, a maioria das mercadorias são brinquedos. Então, primeiro organizamos os presentes para as crianças daqui, e depois separamos a mercadoria que estamos vendendo”, explica.


Todos os produtos são vendidos a preços muito inferiores ao real. “Colocamos a preços baixos, porque é uma doação, não tivemos custo nenhum para isso. Convidamos as mães dos nossos alunos, que podem se beneficiar. Toda a comunidade pode vir comprar. É uma troca. Nós ganhamos as mercadorias e de certo modo acreditamos que não pode apenas nos beneficiar, e em retribuição comercializamos a um preço baixo para que outras pessoas se beneficiem”, afirma.  


As vendas persistem enquanto durar o estoque. A expectativa é que até quinta-feira já se tenha vendido tudo. “A questão de serem muitos brinquedos é positivo, já que é natal e todos têm uma criança para presentear. Assim cremos que em pouco tempo tudo estará vendido”, afirma.  

Jornal Midiamax