Polícia

Empresário é preso suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas

Elias Alves de Souza Filho, 40 anos, dono do Depósito de Material para Construção Trevão, foi preso após denúncias de que o depósito servia para venda de drogas

Arquivo Publicado em 10/07/2010, às 20h47

None

Elias Alves de Souza Filho, 40 anos, dono do Depósito de Material para Construção Trevão, foi preso após denúncias de que o depósito servia para venda de drogas

A Polícia Civil prende Elias Alves de Souza Filho, 40 anos, dono do Depósito de Material para Construção Trevão, localizado no Distrito de Paraíso das Águas, distante 120 km de Costa Rica. O juiz da comarca expediu mandado de busca e apreensão depois de ter recebido denuncias que o local era usado como ponto para venda de entorpecente.


O comprimento do mandado de busca no estabelecimento comercial foi chefiado pelo delegado Cleverson Alves dos Santos.


A equipe do policial apreendeu armas de fogo, munições e drogas. A prisão em flagrante do proprietário do depósito aconteceu na última sexta-feira (09) por volta das 11 horas na residência da ex-esposa que mora no Distrito.


Elias e as testemunhas arroladas durante a operação policial foram ouvidos no Posto Policial do Distrito. A droga encontrada, segundo a polícia estava embalada em forma de “paradinha” para ser consumida.


Foram apreendidos: três aparelhos de gravador, aparelhos de telefones celulares, material para confeccionar paradinhas, um computador Notebook, uma espingarda calibre 22, e outra espingarda de pressão, cinco armas brancas (faca), 50 cápsulas de munição calibre 32, um revolver marca Taurus calibre 38, outro revolver da mesma marca calibre 32, seis ampolas de substância semelhante ao crack e cachimbos, e caixa para armazenamento de entorpecente já preparado e pronto para a destruição aos consumidores.


Também foi apreendido R$ 591,00 reais em cédula de dinheiro com o acusado. O empresário é conhecido no Distrito e causou surpresa aos moradores que o consideravam de boa índole. Elias Alves está recolhido nas celas da delegacia de polícia de Costa Rica a disposição da justiça.

Jornal Midiamax