Polícia

Após tentativa de assalto e homicídio, três são presos

A polícia prendeu ontem Fabiano Marques Viana, 23 anos, morador do bairro Cachoeirinha, Alexsandro Espanholsa, 29 anos, detento do semi-aberto e Rodrigo Bronze Capelari, de 25 anos, todos de Dourados. Os três são suspeitos de terem envolvimento na tentativa de assalto e assassinato ocorrida nessa terça-feira (21) contra o taxista de Maracaju, Herculano Pereira Fernandes. […]

Arquivo Publicado em 22/12/2010, às 12h53

None

A polícia prendeu ontem Fabiano Marques Viana, 23 anos, morador do bairro Cachoeirinha, Alexsandro Espanholsa, 29 anos, detento do semi-aberto e Rodrigo Bronze Capelari, de 25 anos, todos de Dourados. Os três são suspeitos de terem envolvimento na tentativa de assalto e assassinato ocorrida nessa terça-feira (21) contra o taxista de Maracaju, Herculano Pereira Fernandes. Dois envolvidos ainda estão foragidos.

O Crime

Ontem às 16 horas o taxista recebeu uma chamada para fazer uma corrida de Itaporã. Ele foi até o local, pegou o então cliente, Alexandro Espanholsa, e iniciou a corrida. No meio do caminho percebeu que estava sendo seguido por um carro gol e perguntou ao passageiro, que respondeu anunciando um assalto.

O taxista reagiu acelerando o carro e o passageiro disparou dois tiros, um pegou no pára-brisa do veículo e o outro na cintura, mas atingiu somente o celular dele.

O gol que o seguia também acelerou para tentar alcançar o taxista, mas capotou em uma curva e os dois que estavam dentro fugiram.

O taxista também perdeu o controle o carro, saiu da pista e parou o veículo. O passageiro fugiu e o taxista acionou a Polícia Militar, que foi até o local e realizou buscas nas proximidades. Durante esta ação, a polícia deteve Alexsandro e Rodrigo, que havia ido buscar o comparsa em uma moto drafra vermelha.

Fabiano foi detido em Dourados porque era ele quem havia locado o carro gol usado na tentativa do crime.

Investigações

A polícia continua as investigações e tenta identificar e localizar os dois que estavam no carro gol seguindo o taxista.

Conformou informou a polícia, devido às semelhanças dos crimes, há suspeitas de que os acusados tenham envolvimento no assassinato do taxista que aconteceu em Dourados neste mês. A polícia ainda apura.

Jornal Midiamax