Opinião

Como foi a chegada de Jesus Cristo nas Américas

Depois que Jesus Cristo se despediu de Seus apóstolos em Jerusalém dizendo: “ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém conduzir estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um pastor” (João 10:16), Ele veio para as Américas onde pregou, ensinou, operou milagres, ordenou apóstolos e estabeleceu […]

Produção Publicado em 24/02/2021, às 14h45

None
Wilson Aquino
Como foi a chegada de Jesus Cristo nas Américas
Wilson Aquino

Depois que Jesus Cristo se despediu de Seus apóstolos em Jerusalém dizendo: “ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém conduzir estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um pastor” (João 10:16), Ele veio para as Américas onde pregou, ensinou, operou milagres, ordenou apóstolos e estabeleceu a Sua igreja.

No Livro de Mórmon, pedra angular de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, está o maior e mais importante registro desse momento sublime da história da humanidade, é descrito com detalhes o antes, durante e depois da Sua chegada nas Américas, após ter sido morto e ressuscitado na Galileia.

No livro de III Néfi – um dos 15 que compõe o Livro de Mórmon, escritos por profetas historiadores desde 600 a.C. a 420 d.C. – Capítulo 11, encontramos o seguinte relato feito em aproximadamente 34 d.C.:

“1 E então aconteceu que se havia reunido uma grande multidão de nefitas nos arredores do templo que ficava na terra de Abundância; e estavam maravilhados e surpresos e mostravam uns aos outros as grandes e maravilhosas transformações que haviam ocorrido.

2 E também conversavam sobre esse Jesus Cristo, de cuja morte haviam recebido sinal.

3 E aconteceu que enquanto estavam assim conversando uns com os outros, ouviram uma voz que parecia vir do céu; e olharam em todos as direções, porque não entendiam a voz que ouviam; e não era uma voz áspera nem forte; entretanto, penetrava-lhes até o âmago, de modo que não havia parte de seu corpo que não tremesse; sim, penetrou-lhes na própria alma e fez-lhes arder o coração.

4 E aconteceu que tornaram a ouvir a voz e não a compreenderam.

5 E novamente, pela terceira vez, ouviram a voz e aguçaram os ouvidos para escutá-la; e seus olhos estavam voltados para o lugar de onde vinha o som; e olhavam fixamente para o céu, de onde vinha o som.

6 E eis que na terceira vez compreenderam a voz que ouviram; e ela lhes dizia:

7 Eis aqui meu Filho Amado, em quem me comprazo e em quem glorifiquei meu nome – Ouvi-o.

8 E aconteceu que, ao entenderem, voltaram outra vez os olhos para o céu; e eis que viram um homem descendo do céu; e ele estava vestido com uma túnica branca; e ele desceu e colocou-se no meio deles; e os olhos de toda a multidão estavam voltados para ele e não se atreviam a abrir a boca, nem sequer uns para os outros; e não sabiam o que aquilo significava, porque supunham que era um anjo que lhes aparecera.

9 E aconteceu que ele estendeu a mão e falou ao povo dizendo:

10 Eis que eu sou Jesus Cristo, cuja vinda ao mundo foi testificada pelos profetas.

11 Eis que eu sou a luz e a vida do mundo; e bebi da taça amarga que o Pai me deu e glorifiquei o Pai, tomando sobre mim os pecados do mundo, no que me submeti à vontade do Pai em todas as coisas desde o princípio.

12 E aconteceu que quando Jesus pronunciou estas palavras, toda a multidão caiu por terra; porque se lembraram de que havia sido profetizado entre eles que Cristo lhes apareceria depois de sua ascensão ao céu.

13 E aconteceu que o Senhor lhes falou dizendo:

14 Levantai-vos e aproximai-vos de mim para que possais meter as mãos no meu lado e também apalpar as marcas dos cravos em minhas mãos e em meus pés, a fim de que saibais que eu sou o Deus de Israel e o Deus de toda a terra e fui morto pelos pecados do mundo.

15 E aconteceu que a multidão se adiantou e meteu as mãos no seu lado e apalpou as marcas dos cravos em suas mãos e seus pés; e isto fizeram, adiantando-se um por um, até que todos viram com os próprios olhos, apalparam com as mãos e souberam com toda a certeza, testemunhando que ele era aquele sobre quem os profetas escreveram que haveria de vir.

16 E depois de terem todos aproximado e verificado por si mesmos, clamaram a uma só voz, dizendo:

17 Hosana! Bendito seja o nome do Deus Altíssimo! E lançaram-se aos pés de Jesus e adoraram-no”

Passado esse período e júbilo, Jesus tratou logo de pregar e conceder a alguns homens, inclusive o próprio Néfi, a autoridade para fazer o batismo:

22 E novamente o Senhor chamou outros e disse-lhes a mesma coisa; e deu-lhes poder para batizar. E disse-lhes: Desta maneira batizareis; e não haverá disputas entre vós.

23 Em verdade vos digo que desta forma batizareis todos os que se arrependerem de seus pecados pelas vossas palavras e desejarem ser batizados em meu nome – Eis que descereis à água e em meu nome batizareis.

24 Eis que estas são as palavras que devereis dizer, chamando-os pelo nome:

25 Tendo autoridade que me foi concedida por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do Pai8 e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

26 E então os emergireis na água e depois saireis novamente da água.

38 E novamente vos digo que vos deveis arrepender e ser batizados em meu nome e tornar-vos como uma criancinha, ou não podereis de modo algum, herdar o reino de Deus.

No Capítulo 12 de III Néfi, Jesus chama e comissiona os Doze – Faz aos nefitas um discurso semelhante ao Sermão da Montanha – Profere as beatitudes – Seus ensinamentos transcendem a Lei de Moisés e têm precedência sobre ela – Ordena aos homens que sejam perfeitos como ele e seu Pai são perfeitos. (Aproximadamente 34 d.C.)

Em todos os demais capítulos, que trata da passagem de Cristo nas Américas, são descrições incríveis e reveladores. O presente espaço não permite a realização do desejo de transcrever tudo, na íntegra, apesar da sua grandiosidade e importância para toda humanidade.

Entretanto, para finalizar, deixaremos parte do que o Senhor revela no Capítulo 27 do mesmo livro:

1 E aconteceu que quando os discípulos de Jesus estavam viajando e pregando as coisas que haviam ouvido e visto e estavam batizando em nome de Jesus, aconteceu que os discípulos se reuniram, unidos em fervorosa oração a Jesus.

2 E Jesus novamente apareceu a eles, porque oravam ao Pai em seu nome; e Jesus pôs-se no meio deles, dizendo-lhes: Que desejais que eu vos dê?

3 E eles responderam-lhe: Senhor, desejamos que nos digas o nome que devemos dar a esta igreja, porque há controvérsias entre o povo a respeito deste assunto.

4 E o Senhor disse-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: Por que é que o povo murmura e discute sobre este assunto?

5 Não leram as Escrituras, que dizem que deveis tomar sobre vós o nome de Cristo, que é o meu nome? Porque por esse nome sereis chamados no último dia.

6 E todo aquele que tomar sobre si o meu nome e perseverar até o fim, será salvo no último dia.

7 Portanto tudo quanto fizerdes, vós o fareis em meu nome; por conseguinte chamareis a igreja pelo meu nome; e invocareis o Pai em meu nome, a fim de que ele abençoe a igreja por minha causa.

8 E como será minha igreja, se não tiver o meu nome? Porque se uma igreja for chamada pelo nome de Moisés, então será a igreja de Moisés; ou se for chamada pelo nome de um homem, então será a igreja de um homem; mas se for chamada pelo meu nome, então será a minha igreja, desde que estejam edificados sobre o meu evangelho”.

Assim como o Senhor respondeu aos seus apóstolos na América para esclarecimento dessa grande dúvida que tinham, qualquer um pode fazer o mesmo e pedir esclarecimento, por intermédio da oração. Embora o Senhor não precise necessariamente aparecer pessoalmente para tirar uma dúvida ou para atender a um pedido, uma súplica, uma vez que Ele deixou na terra, para todos nós, o Espírito Santo, para cumprir esse papel de intermediação e isso faz parte do Grande Plano de Salvação de todos nós.

Os interessados em ler o Livro de Mórmon podem acessar o link:

https://www.churchofjesuschrist.org/study/scriptures/bofm/introduction?lang=por

E quem desejar obter um exemplar do Livro de Mórmon, gratuitamente, acesse o link:

https://www.facebook.com/RepresentantesDeCristoEmCampoGrande

*Jornalista e Professor

Jornal Midiamax