Mundo

Talibã anuncia novo líder provisório do Governo do Afeganistão

Os talibãs prometeram um governo "inclusivo"; no entanto, é improvável que sejam incluídas mulheres nos principais cargos

O mullah Abdul Ghani Baradar, no centro, em Moscou, em março de 2021
O mullah Abdul Ghani Baradar, no centro, em Moscou, em março de 2021 - (Foto: Alexander Zemlianichenko/Reuters)

O talibã anunciou o mullah Mohammad Hasan Akhund como o líder do novo Governo no Afeganistão. O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, também revelou em conferência de imprensa que o cofundador do movimento talibã, Abdul Ghani Baradar, será o vice-líder do Governo.

Mullah Yaqub, filho do fundador dos talibãs e falecido líder supremo Mullah Omar, foi nomeado ministro da Defesa, enquanto o cargo de ministro do Interior foi dado a Sirajuddin Haqqani, o líder da temida rede Haqqani que também se dobrou como vice-líder dos talibãs.

Amir Khan Muttaqi, negociador dos talibãs em Doha e que integrou o Executivo do primeiro regime, foi nomeado ministro dos Negócios Estrangeiros. "O gabinete não está completo, está apenas em funções", disse Mujahid no Centro de Informações e Imprensa do Governo em Cabul. "Vamos tentar levar gente de outras partes do país", acrescentou.

Os talibãs, que assumiram o controle do país no último mês, prometeram um governo "inclusivo", que represente a complexa composição étnica do Afeganistão. No entanto, é improvável que sejam incluídas mulheres nos principais cargos governativos.

Há uma semana, os talibãs divulgaram que estavam quase concluídas as rondas de consultas para a formação do novo Governo — que se tornou mais urgente após a partida, em 31 de agosto, do último avião com soldados norte-americanos.

Após quase duas décadas de presença de forças militares norte-americanas e da NATO, os talibãs tomaram o poder em Cabul no dia 15 de agosto, culminando uma rápida ofensiva que os levou a controlar as capitais de 33 das 34 províncias afegãs em apenas 10 dias.

Jornal Midiamax