Mundo

Paraguai inicia exportação de produtos com maconha medicinal para a Europa

Envio dos primeiros lotes foi acompanhado por autoridades governamentais

Marcos Morandi Publicado em 23/07/2021, às 12h01

Autoridades acompanham envio das primeiras 20 toneladas
Autoridades acompanham envio das primeiras 20 toneladas - Divulgação

Nesta sexta-feira (23), a ministra da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) e outras autoridades ligadas ao Ministério da Agricultura e Pecuária, Ministério da Indústria e Comércio, SENAVE, IPTA, entre outros, participaram da primeira exportação da América Latina de alimentos derivados da cannabis não psicoativa (cânhamo industrial).

O início da nova atividade paraguaia aconteceu na sede da empresa Healty Grains AS, na cidade de Luque. O presidente da empresa, Marcelo Demp, orientou as autoridades durante um tour pela planta industrial, concluindo assim o primeiro embarque de 20 toneladas de nozes descascadas para Holanda e Inglaterra.

A ação representa um marco para o país, pois é o primeiro da América Latina a realizar esse tipo de exportação e marca, ainda, a abertura do setor de produtos derivados do cânhamo industrial e o que isso representa para o Paraguai, já que todo o processo produtivo vai gerar renda desde o pequeno produtor até as lojas europeias.

Além disso, a exportação do produto ocorre no quadro de um esforço conjunto do Governo, e das suas diversas instituições, com o setor privado, e envolve investimentos milionários, e que irão gerar centenas de empregos.

Jornal Midiamax