Mundo

Papai Noel com coronavírus visita asilo e causa 18 mortes na Bélgica

Um homem vestido de Papai Noel visitou um asilo no município de Mol, na Bélgica, e causou ao menos 18 mortes de residentes. Segundo a imprensa local, o personagem esteve na casa de saúde Hemelrijck sem saber que estava infectado com coronavírus e a expectativa era de que a visita melhorasse o astral dos residentes. […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 27/12/2020, às 16h09

(Divulgação, redes sociais)
(Divulgação, redes sociais) - (Divulgação, redes sociais)
Um homem vestido de Papai Noel visitou um asilo no município de Mol, na Bélgica, e causou ao menos 18 mortes de residentes. Segundo a imprensa local, o personagem esteve na casa de saúde Hemelrijck sem saber que estava infectado com coronavírus e a expectativa era de que a visita melhorasse o astral dos residentes.
No entanto, de acordo com a emissora VRT, 157 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus, sendo 121 residentes e 36 funcionários. O surto teria ocorrido após a visita do Papai Noel no início de dezembro. Apenas na véspera e no dia de Natal, foram registradas cinco mortes de idosos. As fotos do homem fantasiado com os idosos repercutiram nas redes sociais.
Segundo noticiado pelo Jornal O Dia, o Papai Noel, vestido com os trajes tradicionais de São Nicolau, e os seus assistentes caracterizados como Zwarte Piet, um personagem frequentemente rotulado de racista por usar o rosto negro, foram fotografados confraternizando com os residentes usando máscaras.
Alguns moradores do asilo, entretanto, estavam sem a proteção facial. Além disso, havia pouca ventilação no local do encontro, ainda de acordo com a imprensa belga.

Jornal Midiamax