Mundo

Nigéria decreta prisão de 42 homens por terem relações homossexuais

Homens estavam em hotel quando foram presos no sábado

Joaquim Padilha Publicado em 31/07/2017, às 13h28

None

Homens estavam em hotel quando foram presos no sábado

Ao menos 42 homens foram presos em uma ação da polícia em um hotel de Lagos, na Nigéria, no último sábado (29), suspeitos de “cometerem atos homossexuais”. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (31) pelo jornal local “Punch”.   

O grupo deve comparecer a um tribunal ainda hoje e pode pegar até 14 anos de prisão por serem gays. Na Nigéria, é proibido ter relações homossexuais ou sequer mostrar carinho por uma pessoa do mesmo sexo em público.   

De acordo com o jornal nigeriano, que cita o porta-voz da polícia estadual, Olarinde Famous-Cole, o grupo foi preso na tarde deste sábado e levado para uma divisão da força tarefa policial estadual.

Em 2013, a Câmara dos Deputados da Nigéria aprovou uma lei que proíbe expressamente os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, além de vetar a criação de entidades e associações que defendam os homossexuais.   Nigéria decreta prisão de 42 homens por terem relações homossexuais

De acordo com a campanha “Livres e Iguais” da ONU(Organização das Nações Unidas), ao menos 76 países pelo mundo possuem leis que “criminalizam relações privadas e consensuais de pessoas do mesmo sexo”.   

Ainda segundo a entidade, em cinco países do mundo, um pessoa homossexual pode ser condenada à morte apenas por gostar de alguém do mesmo sexo.

Jornal Midiamax