Mundo

China chama de ‘séria provocação’ passagem de navio dos EUA em mar chinês

Navio passou a 22 quilômetros de ilha reivindicada pela China

Joaquim Padilha Publicado em 03/07/2017, às 13h52

None

Navio passou a 22 quilômetros de ilha reivindicada pela China

O presidente da China, Xi Jinping, e o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, conversaram nesta manhã de segunda-feira (3) por telefone, após uma tensão ter sido instaurada entre os dois países.

A China classificou o posicionamento de um navio norte-americano em águas próximas a uma ilha controlada por Pequim, no Mar da China Meridional, como uma “provocação” dos Estados Unidos.

Segundo comunicado da Casa Branca, Trump e Jinping não falaram sobre o navio no telefone, e sim conversaram sobre a desnuclearização da Coreia do Norte e uma melhor relação comercial entre ambos.

Os países tinham melhorado suas relações após o encontro entre os dois presidentes, em abril. Mas as últimas atitudes do governo de Donald Trump têm feito a China questionar a validade da parceria.China chama de 'séria provocação' passagem de navio dos EUA em mar chinês

Ao fim de junho, o governo Trump autorizou a venda de 1,3 bilhão de dólares em armas a Taiwan, provocando o descontentamento da China. A ilha é território independente, mas é reivindicada pelo governo chinês.

Já a passagem do destróier “USS Stethem” a uma distância de 22 quilômetros da ilha Triton, foi considerada “uma séria provocação política e militar” pela China. O país enviou embarcações militares e aviões de combate para advertir o navio norte-americano.

Jornal Midiamax