Mundo

Coreia do Sul anuncia plano para matar Kim Jong Un em caso de ataque

Governo diz que eliminará ditador caso se sinta ameaçado por programa nuclear

Norberto Liberator Publicado em 23/09/2016, às 11h16

None
kimblavo.jpg

Governo diz que eliminará ditador caso se sinta ameaçado por programa nuclear

A Coreia do Sul tem tropas de elite preparadas para assassinar Kim Jong Un, caso o país se sinta ameaçado pelo programa nuclear do ditador norte-coreano. As informações são da rede CNN, que cita pronunciamento do ministro da Defesa do Sul, Han Min-Koo.

O ministro fez a declaração no Parlamento sul-coreano, ao ser questionado se possuía forças especiais que poderiam eliminar o líder socialista. “Sim, nós temos um plano”, afirmou Han.

A Coreia do Sul tem um plano geral para usar mísseis precisos, capazes de atingir o inimigo em áreas importantes, assim como eliminar o líder inimigo”, prosseguiu.

A Coreia do Sul intensificou sua retórica contra o líder da Coreia do Norte, desde que o regime comandado pela dinastia Kim anunciou o sucesso de seu maior teste nuclear, no último dia 9. Em resposta, Seul declarou que qualquer movimento suspeito faria com que o Sul respondesse “eliminando Pyongyang do mapa”.

Nesta semana, o governo norte-coreano testou um novo tipo de foguete, cujo objetivo é ser utilizado em mísseis de longo alcance que poderiam chegar a outros continentes. Na semana passada, os Estados Unidos enviaram caças para sobrevoar Seul, em alerta para o regime de Kim Jong Un.

Jornal Midiamax