Mundo

Terremoto de grande intensidade atinge o Nepal e norte da Índia

Número de mortos chega a 597, segundo as primeiras informações

Midiamax Publicado em 25/04/2015, às 10h48

None
nepal.jpg

Número de mortos chega a 597, segundo as primeiras informações

Um forte terremoto de magnitude 7.8 atingiu a capital do Nepal e o Vale de Katmandu, densamente povoado, na manhã deste sábado (25), causando danos em edifícios e estruturas urbanas, incluindo desabamentos e elevamento do solo em alguns pontos. O número de mortos chega a 597, de acordo com informações divulgadas pela rede norte-americana “CNN”, que cita Laxmi Dhakal, porta-voz do Ministério de Assuntos do Interior.

Ocorreram ao menos 15 pequenos tremores, de magnitude 4,5, após o choque principal, cujo epicentro foi registrado 80 km a nordeste de Katmandu. Países vizinhos, como a Índia, também foram afetados. Ainda não há números oficiais de feridos.

De acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), o terremoto ocorreu às 11h26, horário local, 3h26 em Brasília, com magnitude 7.8 e a 15 km de profundidade, no distrito de Gorka. 

Dezenas de pessoas foram levadas, pouco após o tremor, ao principal hospital de Katmandu, com membros quebrados e outras lesões. Uma menina morreu após ser atingida por uma estátua que caiu em um parque na capital nepalesa, segundo uma testemunha, enquanto outra pessoa morreu no norte da Índia quando sua casa desabou

O ministro da Informação do Nepal, Minendra Rijal, explicou à rede de TV indiana NDTV que o vale do Katmandu é densamente povoado, com cerca de 2,5 milhões pessoas, muitas delas pobres, vivendo em construções de baixa qualidade. O ministro ainda afirmou que equipes de resgate estão trabalhando no local, e que não há informações sobre vítimas.

Vários edifícios desabaram no centro da capital, incluindo templos seculares, disse o morador Prachanda Sual à agência Associated Press (AP). Sual disse ter visto pessoas correndo pelas ruas em pânico, enquanto sirenes de ambulâncias e helicópteros do governo eram ouvidos no local.

A população está sendo orientada a permanecer fora de suas casas, uma vez que mais tremores são esperados. Uma réplica de magnitude 6.6 foi sentida minutos após o tremor principal, junto de vários outros tremores mais fracos. 

O centro antigo de Katmandu é um emaranhado de edifícios próximos uns dos outros, ruas estreitas e casas mal construídas com grandes famílias. Junte-se a isto a falta de preparação do Nepal para desastres naturais, e um terremoto desta magnitude torna-se uma preocupação séria.

Sentido em outros países

Mohammad Shahab, morador de Lahore, no Paquistão, disse que estava sentado em seu escritório quando o terremoto abalou a cidade, próxima da fronteira com a Índia. Ele disse que os tremores continuaram por um tempo, mas agora a situação era normal.

O terremoto também foi sentido na capital indiana, Nova Déli, e repórteres da AP relataram fortes tremores nas cidades de Lucknow, no norte da Índia e cerca de 430 km do epicentro; e Patna, a 280 km. (Com agências internacionais)

Jornal Midiamax