Mundo

Mortos em terremoto no Nepal atingem recorde; ainda há dezenas de desparecidos

O total de mortes decorrentes dos dois terremotos chega a 8.583

Ludyney Moura Publicado em 17/05/2015, às 20h58

None
narendra_shrestha-nepal-lusa_2.jpg

O total de mortes decorrentes dos dois terremotos chega a 8.583

O número de mortos no Nepal nos dois terremotos que atingiram o país ultrapassou 8.500 pessoas, o que faz do desastre o mais fatal já registrado.

Neste domingo (17), equipes de resgate ainda realizavam buscas de dezenas de desaparecidos em vilarejos remotos.

Um terremoto de magnitude 7,8 atingiu o país no dia 25 de abril e matou milhares de pessoas e demoliu milhares de casas, a maioria em áreas rurais, sem acesso a cuidados médicos de emergência.

Um segundo terremoto foi registrado na terça-feira, a 76 quilômetros ao leste da capital Katmandu, no momento em que os nepaleses começavam a se recuperar do devastador sismo anterior.

O total de mortes decorrentes dos dois terremotos chega a 8.583, disse neste domingo o governo.

O mais fatal terremoto que já fora registrado no país – em 1934 – matou ao menos 8.519 no Nepal, bem como milhares mais na vizinha Índia.

O primeiro-ministro do Nepal, Sushil Koirala, disse a jornalistas no domingo que 58 estrangeiros morreram nos dois terremotos.

Jornal Midiamax