Mundo

Funcionários fazem greve contra a austeridade na França e Torre Eiffel é fechada

Atração ficará fechada até as 18h locais (13h de Brasília)

Gerciane Alves Publicado em 09/04/2015, às 12h52

None
torre.jpg

Atração ficará fechada até as 18h locais (13h de Brasília)

A Torre Eiffel permanecerá fechada por grande parte da quinta-feira por uma greve dos funcionários que trabalham no monumento emblemático de Paris, parte de um movimento de paralisação mais amplo contra a austeridade na França.

“A Torre Eiffel permanecerá fechada até as 18H00 (13H00 de Brasília) e reabrirá durante a noite. A equipe diurna (funcionários de caixa e da recepção) votou a favor da greve, em 90%, para denunciar a política de austeridade do governo”, afirmou Stéphane Dieu, representante do sindicato CGT.

De acordo com os sindicalistas, cartazes com informações foram espalhados na entrada do monumento para evitar que os visitantes “esperem de maneira inútil”.

Símbolo de Paris, a Torre Eiffel recebeu mais de sete milhões de visitantes ano passado.

Jornal Midiamax