MidiaMAIS / Variedades MidiaMAIS

Faça você mesmo: dicas para pintar as paredes da casa sem erros

Confira truques infalíveis para uma pintura harmônica e profissional

Nathália Rabelo Publicado em 13/07/2021, às 18h00

Pintar a parede sozinho(a) não é tão difícil quanto parece
Pintar a parede sozinho(a) não é tão difícil quanto parece - Foto: Reprodução

Pintar as paredes é uma ótima solução para mudar a cara da decoração de algum ambiente da casa sem gastar muito. E é muito possível trazer estilo e personalidade fazendo o trabalho sozinho, no estilo “faça você mesmo”.

Antes de iniciar qualquer processo, a segurança deve ser lembrada. Utilizar itens como óculos, máscara e luvas é essencial para evitar respingos nos olhos ou a inalação de poeira. Proteger o piso e os móveis também é parte importante antes de iniciar o trabalho com a pintura.

Para a parede receber a tinta, é necessário que as imperfeições estejam corrigidas e a superfície nivelada. Para paredes internas e fora de locais úmidos, a massa corrida pode ser utilizada. Já em ambientes externos que recebem água e umidade, o ideal é aplicar a massa acrílica, alertam os profissionais.

Após a aplicação e a secagem do produto, utiliza-se uma lixa para afinar o acabamento. Para a pintura, há outros acessórios que são necessários, como o mexedor, a bandeja e o rolo.

Você pode usar mexedor assim que abrir a lata de tinta para deixá-la homogênea. Em seguida, despeje a tinta no fundo da bandeja. Na bandeja, é necessário retirar o excesso de tinta do rolo, evitando manchas na parede.

Com relação aos rolos e trinchas, que são mais conhecidas como pincéis, existe uma grande diversidade de modelos e tamanhos. Os rolos, por exemplo, podem ser sintéticos, de lã ou de lã mistas. Já as trinchas são utilizadas nos acabamentos mais finos, como rodapés ou contorno de teto.

Por onde começar a pintura?

É recomendado começar pela pintura dos cantos e junções da parede com o teto e rodapé. A trincha é a ferramenta mais usada neste processo, por ser precisa no acabamento. Depois, com o auxílio do rolo, é feita a aplicação da tinta no restante, sempre começando de baixo para cima.

Quantas demãos são necessárias?

A cobertura total, normalmente, é alcançada com duas ou três demãos. Contudo, o tempo de secagem varia de acordo com o clima do local e o tipo de tinta. Em geral, para produtos à base de água, como tinta látex ou acrílicas, o tempo é de cerca de quatro horas.

Como escolher as melhores cores?

Todos os anos os grandes fabricantes de tintas lançam as cores de tendência do ano para pintura de ambientes e reformas de móveis. Nesta temporada, cores mais quentes e vibrantes são as apostas do mercado. Mas na hora de escolher, priorize as cores favoritas de acordo com estilo pessoal.

E para área externa?

Para a pintura da fachada é preciso escolher uma tinta adequada para pintura externa. Essa área sofre com a ação direta do sol, chuva e outras intempéries como mofos e infiltrações. Com a modernização do mercado, existem opções que resistem melhor a esses ataques do tempo e otimizam a pintura, tais como as tintas epóxi e esmalte, além da tinta em verniz ideal para madeira.

Com relação às cores, tons mais claros tendem a durar mais que os escuros, que vão desbotando e perdendo brilho com o tempo. Além disso, para manter a tinta bonita por muitos anos, use uma seladora de parede. Esse produto prepara a superfície para receber a tinta, melhorando a fixação.

Seguindo essas dicas, é possível pintar facilmente as paredes da casa e o melhor: reduzir gastos!

Jornal Midiamax