MidiaMAIS / TV & Novela

‘Jamais tive a intenção de machucar uma pessoa’, diz ex-BBB Marcos após expulsão

Marcos Harter foi expulso do programa nesta segunda-feira (10)

Henrique Kawaminami Publicado em 11/04/2017, às 11h01

None
284604.jpg

Marcos Harter foi expulso do programa nesta segunda-feira (10)

Após ter sido expulso do “BBB 17” na segunda-feira (10), o médico Marcos Harter escreveu um texto para se defender das acusações de agressão a participante Emilly. Na publicação feita no Instagram na manhã desta terça-feira (11), Marcos pede desculpas e diz que não teve a intenção de machucar sua namorada.

"Como todo casal passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a inteção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar nosso emocional ao limite e consequentemente os nervos à flor da pele. Repito: Jamais tive a intenção de machucá-la ou agredí-la, estou surpreso com tudo que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil", diz a publicação.

Horas antes, a família de Marcos usou o perfil do ex-BBB no Twitter para mandar uma mensagem para os seguidores dele após a expulsão do médico do "BBB 17". “Gostaríamos de informar a todos que Marcos está bem, junto das pessoas que ama! Assim que possível, ele se manifestará!”, diz a mensagem divulgada na rede social.

A expulsão

Tiago Leifert fez o anúncio da expulsão de Marcos Harter logo no início do programa que foi ao ar na noite desta segunda-feira. "O caso foi concluído agora há pouco e eu gostaria de comunicar vocês o que a gente decidiu. O ‘BBB’, como vocês sabem, é um programa de entretenimento. A gente faz isso aqui para divertir vocês, só que muitas vezes ele reflete a vida como ela é. Como na vida, as decisões fortes, firmes precisam ser tomadas quando os fatos justificam. Hoje de tarde, a gente recebeu a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, que nos solicitou as imagens das discussões entre o Marcos e a Emilly. A delegada instaurou o inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico”, disse o apresentador.'Jamais tive a intenção de machucar uma pessoa', diz ex-BBB Marcos após expulsão

Leifert continuou: “Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente. A gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos, conversamos muito para tomar a decisão correta, a decisão justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressão física. No ‘BBB’, agressão gera expulsão, e decisão foi tomada. O Marcos está eliminado do 'BBB 17'. Com isso, a nossa vida aqui tem que continuar. A gente vai declarar Ieda, Emilly e Vivan finalistas do programa daqui a pouco.”

Violência psicológica

Na segunda-feira a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, Márcia Noeli Barreto, afirmou que notou quadro de violência psicológica.

"Em um primeiro momento, vi os vídeos que foram exibidos também no programa de domingo (9). Notei que há violência psicológica do Marcos contra a Emilly. Ele a ameaça, constrange, coloca a vítima na parede, diz que a participante é culpada de tudo. Isso é um quadro de violência psicológica claramente. Porém, quando se trata dessas ações, só podemos fazer alguma coisa diante da acusação da vítima. Ela precisa dar queixa para que a delegacia possa fazer algo no caso de violência psicológica", afirmou Márcia Noeli.

A diretora ainda revelou que foi instaurado um inquérito para investigar o caso.

'Jamais tive a intenção de machucar uma pessoa', diz ex-BBB Marcos após expulsão"Conversei com a Dra Viviane, delegada da DEAM de Jacarepaguá, e vimos os vídeos novamente. Notamos que ela reclama dos braços machucados, e que realmente ela está com eles machucados, por conta dos apertos do Marcos. Aí, neste caso de violência física, não depende mais da vítima. Pedi para a Dra. Viviane instaurar inquérito e ela instaurou. Estamos verificando a verdade disso tudo. A Dra. Viviane está nos Estúdios Globo nesta tarde de segunda-feira (10) para pegar depoimentos da Emilly e do Marcos. Com estes depoimentos vamos fazer um laudo", disse a diretora.

 "Caso seja comprovada a violência, vamos fazer uma medida protetiva de afastamento do Marcos do local. Vamos encaminhar as provas para juiz e a pena pode ser de 1 a 3 anos de prisão. Mesmo que a Emilly se recuse a dar queixa, podemos dar sequência ao inquérito, porque teremos provas. Não recebemos nenhuma denúncia ou pedido de fãs da Emilly para tomar essa iniciativa. Mas é claro que verificamos o que estão falando nas redes sociais e levando tudo em consideração", finalizou.

A comunicação da TV Globo se posicionou sobre o caso: "A delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, Viviane da Costa, esteve hoje à tarde nos Estúdios Globo para pedir as imagens das discussões entre Marcos e Emily. Foi instaurado inquérito. A delegada concordou com as seguintes medidas: submeter Emily a um exame clínico, por um médico da Globo, para avaliar a possibilidade de lesão corporal, e chamá-la novamente ao confessionário, a fim de que fiquem claros seus direitos, garantidos pela Lei Maria da Penha, inclusive o de ficar distante de Marcos, se assim o desejar. A partir dos resultados, a Globo anunciará o que fará na edição de hoje (segunda-feira, 10) do programa. Mais uma vez a Globo reafirma seu repúdio a toda e qualquer forma de violência, tendo evidenciado isso em todas as suas atitudes. Conforme esclarecemos no ar na edição de ontem (domingo, 9) do 'BBB' discussões como a que houve entre Marcos e Emily na madrugada de domingo podem levar a agressões físicas, o que não é admissível. Nem no programa nem fora dele. Pelas regras do 'BBB', inclusive, agressões físicas são punidas com expulsão imediata. Por isso, chamamos Marcos e Emily separadamente ao confessionário no domingo. Marcos foi repreendido e alertado sobre seu comportamento e a Emily foi reforçado todo apoio. Na ocasião, ela não denunciou nenhuma agressão física."

Jornal Midiamax