MidiaMAIS / Famosos

Wesley Safadão e sua esposa responderão por dois crimes após irregularidades na vacina

Pena pode chegar a 13 anos de prisão

João Ramos Publicado em 30/09/2021, às 08h55

Após a denúncia vir à tona, a influencer se pronunciou em nota e afirmou ter tomado vacina na xepa
Após a denúncia vir à tona, a influencer se pronunciou em nota e afirmou ter tomado vacina na xepa - (Fotos: Reprodução, Instagram)

Wesley Safadão e sua esposa, Thyane Dantas, foram indiciados pelo Ministério Público após a apuração de irregularidades na aplicação de suas vacinas contra a Covid-19. O G1 apurou que o inquérito já foi encaminhado ao Tribunal de Justiça do Ceará. Eles serão investigados pelos crimes de peculato e infração à determinação do poder público.

De acordo com a Polícia Civil, a pena pode chegar a 13 anos de prisão. O jornal Diário do Nordeste revelou que duas funcionárias afirmaram em depoimento que a esposa do cantor mentiu. Na época, a Secretaria de Saúde da cidade abriu uma sindicância para apurar se houve favorecimento ao casal na aplicação dos imunizantes contra o coronavírus.

"A depoente informou que não checou a idade da Srª Thyane, mas que perguntou a idade da mesma, a qual informou possuir 31 anos de idade, que estava para fazer 32 anos. [...] Ao ser questionada sobre a idade do Sr. Wesley, a depoente informou que o mesmo possui 33 anos, que a Srª Thyane Dantas havia informado possuir 31 anos e que a assessora, 'se não me engano, 32 anos'", disse a mulher que checou a vacina.

Após a denúncia vir à tona, a influencer se pronunciou em nota e afirmou ter tomado vacina na xepa.

"Thyane foi acompanhar o Wesley na vacinação e existe uma coisa que todos têm acesso, não foi benefício dela, que é a dose de sangria. Cada dose dá em média um número aplicações, depende de qual for, e se não forem aplicadas na hora são descartadas. Por esse motivo, os profissionais estão autorizados a aplicar em quem estiver no local, mesmo que não esteja no dia certo para vacinação, para que não haja descarte do material", explicou.

Jornal Midiamax