MidiaMAIS / Famosos

Lil Wayne é investigado por apontar fuzil para segurança, diz site

A briga entre o rapper e o segurança teria começado após Lil Wayne acusar o segurança de tirar fotos e divulgá-las para a imprensa

Nathália Rabelo Publicado em 06/12/2021, às 19h00

Wayne teria expulsado o guarda-costas de sua casa durante a briga, segundo a imprensa norte-americana
Wayne teria expulsado o guarda-costas de sua casa durante a briga, segundo a imprensa norte-americana - (Foto: Reprodução/Instagram)

O rapper Lil Wayne teria apontado um fuzil topo AR-15 para um de seus seguranças durante uma discussão em sua casa. Agora, a polícia investiga o incidente.

De acordo com o TMZ, o segurança envolvido no caso alega que chegou a brigar com o cantor na casa dele, em Weezy’s Hidden Hills, na Califórnia, e que eles teriam partido para violência física antes de o artista aparecer com a arma de fogo.

Ainda segundo o veículo, Wayne teria expulsado o guarda-costas de sua casa durante a briga, mas que ele teria ido ao banheiro primeiro, o que irritou o rapper, fazendo com que ele ameaçasse o profissional com o fuzil.

Neste momento, ele teria entrado em contato com o segurança da guarita do condomínio em que Lil Wayne mora e teria chamado a polícia.

De acordo com os oficiais, a briga teria começado após Lil Wayne acusar o segurança de tirar fotos e divulgá-las para a imprensa. Apesar do incidente, a polícia afirma que o profissional não apresentou marcas em seu corpo ou qualquer tipo de ferimento que indicasse o combate corporal.

O segurança também teria decidido não prestar queixas contra Lil Wayne, mas mesmo assim, por conta de ter tido uma arma de fogo envolvida, a polícia seguirá com as investigações.

Jornal Midiamax