MidiaMAIS / Famosos

Dilsinho Madmax, do BBB 3, comenta eliminação de Nego Di: ‘Muitos discursos de ódio’

Dilsinho Madmax, o primeiro participante a representar o Mato Grosso do Sul no BBB, falou com o jornal Midiamax sobre a eliminação histórica

Carlos Yukio Publicado em 17/02/2021, às 10h06

None
Dilsinho Madmax, do BBB 3, comenta eliminação de Nego Di: 'Muitos discursos de ódio'

A grande rejeição do humorista Nego Di com 98,76% dos votos do público após eliminação desta terça-feira (17) surpreendeu até os ex-BBBs do programa. Dilsinho Madmax, o primeiro participante a representar o Mato Grosso do Sul no BBB 3, falou com o jornal Midiamax sobre a eliminação que bateu recordes.

“Acompanhei a eliminação histórica, mas é aquele negócio… as pessoas daqui de fora realmente passam a se decepcionar com quem está lá dentro com o passar do tempo. Todo esse discurso de ódio, ações separatistas. No século XXI, onde devemos promover o acolhimento e inclusão social, promover o amor entre as raças e cores, um grupo chega na televisão e começa a articular lutas raciais”, explica.

O ex BBB acredita que essa eliminação histórica partiu desse princípio, desse grupo que foi montado de “má fé”, para emplacar situações que vivemos há muito tempo com vergonha na sociedade.

“Acredito que esse grupo do Nego Di, da Karol Conká, e até o Projota, se cair na berlinda, vai ser eliminado. A atitude do Nego Di, com o Lucas, ao vetar ele da próxima prova… é traição né? E o brasileiro não gosta, e se tem o controle na mão, ele tira mesmo. São muitos discursos de ódio e separatistas em um momento em que deveríamos estar todos de mãos dadas”, ressalta.

Primeiro de MS no BBB

Dilsinho Madmax foi o primeiro representante de MS no programa ao lado de grandes estrelas que estavam em ascensão, como Sabrina Sato. O brother desistiu do programa na época por motivos particulares e pela saudade da família. “Nós somos um povo de capital interiorana, de caráter moldado, a gente não atura algumas coisas”.

Depois do programa foi para a Espanha dar treinamento militar para a polícia local em 2006. Depois, abriu uma gravadora de música aqui em Campo Grande, a Usina do Som. Também dava aula de jiu-jitsu e karatê em academias. Foi diretor executivo de uma empresa em Camboriú em 2013, devido a visibilidade e marketing que herdou do programa.

Depois de ter uma breve passagem em projetos de construção civil. Há 3 anos se dedica exclusivamente à arte da tatuagem, no estúdio MadMax Tattoo Art, onde também funciona seu empreendimento de barbearia.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelo telefone (67) 99965-7898. Siga a gente no Instagram – @midiamax

Jornal Midiamax