MidiaMAIS / Famosos

Com Influenza, André Gonçalves ainda aguarda tornozeleira eletrônica

Ator ainda não foi notificado pela Justiça de Santa Catarina, onde corre o processo de pensão alimentícia

Nathália Rabelo Publicado em 26/11/2021, às 17h00

Ator aguarda ser notificado com um mandado de prisão
Ator aguarda ser notificado com um mandado de prisão - (Foto: Reprodução)

O ator André Gonçalves, que ainda aguarda ser notificado com um mandado de prisão pela Justiça de Santa Catarina para começar a cumprir pena por falta de pagamento da pensão alimentícia da filha Valentina, de 18 anos, fruto de seu relacionamento com a atriz e apresentadora Cynthia Benini, foi diagnosticado com a gripe Influenza, segundo reportagem do site G1. A decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina saiu nessa segunda-feira (22) e determina que ele use tornozeleira eletrônica e cumpra prisão domiciliar por 60 dias.

Segundo Sylvio Guerra, advogado do artista, ele ainda não foi notificado para cumprir a pena, nem recebeu o equipamento eletrônico. “Por ora, ele ainda não foi notificado e leva a vida normal. Quer dizer, quase normal, já que no meio disso tudo ainda está com a gripe Influenza. Ele aguarda ser notificado pela Justiça de Santa Catarina e receber o equipamento eletrônico”, explicou.

O advogado de André confessa que há vitória na pena, uma vez que Cynthia Benini pedia a reclusão do ex em presídio. “Tentei mostrar para o juiz que o André deve, sim, mas nunca agiu de má fé. Ele, quando era contratado da TV Globo, fazia o pagamento da pensão para os seus filhos com o desconto em folha. Quando acabou o contrato, em 2016, isso não pôde mais ser cumprido. Ele ficou desempregado. Mas a cada trabalho extra, a cada freela que pegava, corria e depositava algo, nem que fosse R$ 1 mil, R$ 1,2 mil. Nunca foi por má fé, foi por falta de trabalho e grana mesmo”, disse Sylvio.

O processo teve início em 2017, em São Paulo, onde Cynthia morava com a filha Valentina, e estava em um valor devedor de pouco mais de R$ 112 mil. A atriz mudou-se para Santa Catarina e, diante do não-pagamento de nenhum valor de pensão, abriu o processo no estado, pelo qual o ator foi condenado com a prisão domiciliar com o uso da tornozeleira. Atualmente, com juros e correção monetária, o valor da dívida subiu para mais de R$ 352 mil.

Jornal Midiamax