MidiaMAIS / Famosos

Atual Miss Brasil é desconvidada da edição 2021 por chamar organização de 'ultrapassada e machista'

Modelo lamentou não poder coroar a nova representante

João Ramos Publicado em 05/11/2021, às 11h45

Julia Gama
Julia Gama - (Foto: Reprodução)

Julia Gama, a atual Miss Brasil, usou suas redes sociais para informar que não estará presente na final do Miss Universo Brasil 2021.Julia explicou que não foi uma escolha dela e sim da organização do evento:

"Esta foi a decisão da Organização do Miss Universo Brasil, que após haver formalmente me convidado para participar do evento, há poucos dias atrás me enviou um novo e-mail dispensando minha presença. Como eles não deram explicações do porquê de tal decisão me resta respeitar a decisão deles mesmo sem entendê-la", disse a Miss na postagem.

Julia lamentou que uma das tradições do universo Miss será quebrada, já que a coroação da nova representante brasileira pela sua antecessora não acontecerá.

"Não posso dizer que sou indiferente a esta situação porque não sou. Eu dediquei tudo de mim ao título de Miss Universo Brasil para representar para o mundo a Organização Miss Universo Brasil, a cada um de vocês e o Brasil da melhor forma que eu poderia fazer. E mesmo que compartilhássemos de opiniões distintas e, até mesmo, valores conflitantes, eu acredito que juntos, eu e a Organização do Miss Universo Brasil realizamos um trabalho incrível juntos, que nos rendeu inclusive o título de Vice Miss Universo. E é olhar para tudo vivido até aqui, que me deixa triste não poder encerrar este ciclo como manda o protocolo e a tradição do Miss Brasil: com um desfile digno, um discurso de despedida e coroando minha sucessora", declarou Julia.

Justificativa

A organização do Miss Universo Brasil justificou, em nota enviada ao Extra, que a drástica decisão foi tomada porque Julia cometeu quebra de contrato.

"Ao contrato realizado com a empresa, a candidata compromete-se a zelar pela imagem do concurso nacional e internacional (Miss Universe) e pelo título - cláusula esta prevista e mandatória em todos os contratos das candidatas que concorrem ao certame internacional. Ao longo dos últimos meses, contudo, a Miss gerou polêmica ao questionar na mídia e para fornecedores as regras do concurso, acusando a organização de ser ultrapassada e machista ao seguir as regras prevista ao contrato de franquia com o Miss Universe, afetando , assim, a imagem do maior concurso de beleza do mundo. A organização declara que o Miss Universo Brasil é uma franquia e segue as normas internacionais do evento", diz a declaração oficial.

Jornal Midiamax