MidiaMAIS / Famosos

Alec Baldwin rompe o silêncio e fala sobre tiro fatal no set de Rust

O ator deu entrevista ao Good Morning America, da ABC, e contou tudo o que aconteceu no fatídico dia

Nathália Rabelo Publicado em 03/12/2021, às 15h00

Segundo o ator, eles estavam ensaiando o posicionamento de uma cena quando tudo aconteceu
Segundo o ator, eles estavam ensaiando o posicionamento de uma cena quando tudo aconteceu - Foto: Reprodução

Na última quinta-feira (2), Alec Baldwin deu detalhes, pela primeira vez, sobre o tiro fatal no set de Rust, que vitimou a diretora de fotografia Halyna Hutchins. Ele deu entrevista ao Good Morning America, da ABC.

Segundo o ator, eles estavam ensaiando o posicionamento de uma cena quando tudo aconteceu. “Ela estava próxima à câmera, olhando para um monitor, me guiando sobre o ângulo no qual eu deveria segurar a arma. A arma não deveria ser disparada daquele ângulo. Estou segurando a arma onde me mandaram, que era bem abaixo do braço dela. Um ângulo que poderia nem ser filmado”, explicou.

Como já havia afirmado anteriormente, ele não puxou o gatilho. “Puxei o cão [do revólver] o máximo que eu podia sem engatilhar a arma. Eu solto o cão e ‘bang’, a arma dispara”, pontuou.

O acontecido chocou todos que estavam no estúdio. “Todos os que estavam no estúdio ficaram em choque com o tiro de verdade. “A arma deveria estar vazia. Me disseram que tinha recebido uma arma vazia. Ela caiu, eu pensei: ‘Desmaiou?”, recordou.

Ele ainda lembrou que todos foram retirados do local, enquanto Halyna era atendida pela equipe médica. Ele só entendeu o que realmente tinha acontecido uma hora depois do acidente.

Segundo Baldwin, a polícia demorou cerca de 15 a 20 minutos para chegar no set e ele só descobriu o que tinha acontecido quando terminou de dar seu depoimento. “Acho que há uma investigação criminal. Isso pode levar um tempo. Há todos os tipos de processos civis, e sinto que há muitos equívocos”, lamentou.

Jornal Midiamax