MidiaMAIS / Famosos

Caio Castro diz que manobrista chorou ao bater sua Ferrari na garagem

Ator e piloto, Caio Castro não esconde sua paixão por carros. Durante entrevista para Danilo Gentili, o ator contou, que certa vez, o manobrista do condomínio onde mora ficou desesperado após bater sua Ferrari na pilastra da garagem. Caio explicou que o rapaz ligou para seu apartamento chorando após o acidente. “Meu apartamento em São […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 14/10/2020, às 16h51

Caio precisou trocar peça do carro (Foto: Reprodução)
Caio precisou trocar peça do carro (Foto: Reprodução) - Caio precisou trocar peça do carro (Foto: Reprodução)

Ator e piloto, Caio Castro não esconde sua paixão por carros. Durante entrevista para Danilo Gentili, o ator contou, que certa vez, o manobrista do condomínio onde mora ficou desesperado após bater sua Ferrari na pilastra da garagem.

Caio explicou que o rapaz ligou para seu apartamento chorando após o acidente.

“Meu apartamento em São Paulo tem garagem com manobrista, né? Teve um dia que eu cheguei: ‘Ô, beleza! Boa noite! Como vai?’. Eu subi… Deu quatro minutos e o interfone tocou. Aí falei: ‘Ué…Beleza, acho que trouxe comigo a chave… Alô?’. E o rapaz chorando: ‘Ô, Seu Caio. Eu bati seu carro’. Eu achei estranho… Não entendi. Ele estava muito desesperado mesmo. Muito nervoso. (Perguntei) ‘Bateu como?’ Aí ele disse: ‘Não, não. Bateu aqui. O Senhor pode descer?’”, lembrou ele.

No programa, o artista – que competirá a Porsche Cup em 2021 – contou que a batida não causou muito estrago, mas que precisou substituir o retrovisor do veículo.

“Peguei o elevador de manhã e o síndico do prédio disse: ‘Que situação, né, Caião?’ E eu: ‘P***! Bateu mesmo’ (risos). Tinha batido o retrovisor numa pilastra (…) Meu carro você tem que engatar e acelerar, mas o pé tem que ser na manha. Você dá um totozinho e ele dá um ‘vráa’. Foi aí que bateu e quebrou. É a falta de costume. Mas ele não teve culpa. Deu tudo certo. O cara está lá até hoje”, disse o ator, que brincou ao falar sobre o preço do conserto: “Bota aí um preço alto mais a importação de um produto (risos)”, continuou.

Jornal Midiamax