MidiaMAIS / Famosos

Paulo Gustavo diz que não é militante e explica cena do casamento gay

Em sua conta do Instagram, o humorista Paulo Gustavo rebateu críticas sobre o suposto beijo gay que ele teria vetado do filme “Minha Mãe é Uma Peça 3”. Ele explicou que a cena nunca existiu, e que a intenção do casamento é demonstrar a felicidade de uma mãe ao ver um filho se realizando. “Esse […]

Dândara Genelhú Publicado em 13/09/2019, às 10h40

Foto: Reprodução/ Instagram
Foto: Reprodução/ Instagram - Foto: Reprodução/ Instagram

Em sua conta do Instagram, o humorista Paulo Gustavo rebateu críticas sobre o suposto beijo gay que ele teria vetado do filme “Minha Mãe é Uma Peça 3”. Ele explicou que a cena nunca existiu, e que a intenção do casamento é demonstrar a felicidade de uma mãe ao ver um filho se realizando.

“Esse momento do casamento trata de uma coisa maior: o orgulho que essa mãe sente ao ver o filho seguir o caminho do amor e casando com quem ele ama! Sendo quem ele quer ser! […] Não é que exista a cena de um casamento, troca de alianças, até que a morte os separe e só não há o beijo. Não existe essa cena dentro do filme”, declarou na rede social.

Em seguida, disse que entende os questionamentos, mas que não seria o alvo dos ataques, já que não se vê como militante.

“Precisamos sim enfrentar e combater essa era raivosa e preconceituosa! Eu entendo esses questionamentos, acho legítimo e importante! Mas eu acho que estão mirando no alvo errado! Não sou ativista, militante, mas sou um ser político! Minha bandeira é minha vida! Sou gay, casado há 6 anos com Thales, meu marido, e somos muito felizes! Agora temos 2 lindos filhos e sou rodeado de amor! E é esse amor que eu quero espalhar pelo mundo!”, finalizou o humorista.

Jornal Midiamax