MidiaMAIS / Famosos

Meghan Markle tem causado dor de cabeça à família real britânica

Desde que entrou para a família real britânica que Meghan Markle vem se envolvendo em uma série de causas, e ao mesmo tempo, perdendo o apoio de seus suditos e a popularidade. No últimos meses, a imagem da duquesa passou de “queridinha vinda da América” para a “intrusa que quebra costumes reais”. Megan foi criticada […]

Carlos Yukio Publicado em 02/08/2019, às 08h41

None
Meghan Markle ganha apelido entre equipe da família real

Desde que entrou para a família real britânica que Meghan Markle vem se envolvendo em uma série de causas, e ao mesmo tempo, perdendo o apoio de seus suditos e a popularidade. No últimos meses, a imagem da duquesa passou de “queridinha vinda da América” para a “intrusa que quebra costumes reais”.

Megan foi criticada por tornar as ações da realeza que deveriam ser públicas, como o anúncio do filho com o Príncipe Harry, mais reservadas e longe dos holofotes. Além disso, a duquesa já trocou de babás mais de três vezes. Isso foi suficiente para que a imprensa britânica a apelidasse de “Meghan Dor de Cabeça”.

A edição de setembro da revista Vogue britânica foi editada pela duquesa de Sussex que aproveitou a oportunidade para convidar diversas mulheres bastante influentes nas suas áreas de atuação.

Contudo, e apesar da intenção de Meghan ser contribuir para uma mudança positiva na sociedade, a verdade é que a duquesa se está se aproximando demais da “esfera política”, conforme evidenciou o jornalista Toby Young.

“O problema é que a mulher dele [Harry] tem uma agenda política particular (…) Para um membro da família real ter essa postura política é sempre uma má ideia, porque eles são financiados pelos contribuintes e, por isso, têm a obrigação de se manterem acima da esfera política”, argumentou.

De fato, Meghan tem vindo a fazer uma revolução na monarquia britânica, onde muitas vezes é alvo de críticas. No entanto, a duquesa segue com seus ideais e segue no espaço político.

Jornal Midiamax