MidiaMAIS / Famosos

Emilia Clarke revela ter sofrido 2 aneurismas durante gravações de GOT

Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen de "Game of Thrones", disse em entrevista ao jornal "New Yorker", que teve medo de morrer durante o período de gravação da série.

Carlos Yukio Publicado em 22/03/2019, às 08h52

None
Emilia Clarke conta ter sofrido dois aneurismas durante gravações de Game Of Thrones

Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen de “Game of Thrones”, disse em entrevista ao jornal “New Yorker”, que teve medo de morrer durante o período de gravação da série. Em depoimento, a atriz contou que sofreu dois aneurismas, um em 2011 e outro em 2013, e pensou em “desistir de tudo”.

Segundo Emilia, o primeiro aneurisma aconteceu ao final das gravações da primeira temporada de GoT, em 2011, antes mesmo que a série começasse a ser exibida. Ela conta que estava fazendo exercícios físicos quando sentiu uma forte dor na cabeça.

“Eu tentei ignorar a dor e acabar o treinamento, mas não consegui. Disse ao meu personal trainer que tinha que fazer uma pausa. De alguma forma, quase engatinhando, cheguei até o vestiário [da academia]. Alcancei a privada, ajoelhei e vomitei de forma violenta e volumosamente”, relatou.

Socorrida por uma mulher que estava no banheiro ao lado, Emilia foi levada ao hospital e teve o diagnóstico: hemorragia subaracnoide, um derrame causado por sangramento no espaço do crânio que envolve o cérebro. A hemorragia foi causada por um aneurisma, uma ruptura arterial.

A atriz, então, passou por uma cirurgia no Hospital Nacional de Neurologia e Neurocirurgia, em Londres. “Por três horas, os médicos tentaram consertar o meu cérebro. Não seria minha última, nem minha pior cirurgia. Eu tinha 24 anos”, contou.

Segundo a atriz, após o procedimento, a dor era “insuportável”. “Certa noite, (…) uma enfermeira me perguntou meu nome completo. Eu me chamo Emilia Isabel Euphemia Rose Clarke, mas não conseguia me lembrar. Ao invés disso, palavras que não faziam sentido saíram de minha boca, e eu entrei em pânico. Sou uma atriz, preciso lembrar as minhas falas. Agora, não lembrava nem o meu nome. Estava sofrendo de uma condição chamada afasia [dificuldade de expressão em palavras], devido ao trauma que meu cérebro teve que aguentar”.

A intérprete de Daenerys Targaryen disse ainda que já pensou em desistir de tudo e pedir aos médicos que a deixassem morrer. Mas pouco depois tinha se recuperado e voltou a gravar a segunda temporada da saga.

O segundo aneurisma veio em 2013, após finalizar a terceira temporada de “Game of Thrones”. “Parecia que eu tinha passado por uma guerra pior que aquelas que Daenerys enfrentou. Partes do meu crânio foram substituídos por placas de titânio. Novamente, tive momentos em que perdi toda a esperança. Eu não conseguia olhar ninguém nos olhos. Tive ansiedade, ataques de pânico. Minha mãe me criou para nunca dizer ‘isso não é justo’, para sempre lembrar que há alguém em situação pior que você, mas foi difícil sentir algo positivo naquele momento”, lembrou.

Ao fim do relato, a atriz contou que hoje está “100% recuperada” e que apoia “uma organização beneficente chamada SameYou, que ajuda a dar tratamento para pessoas que se recuperam de lesões cerebrais ou derrames”.

“Há algo de muito gratificante em chegar ao fim de ‘Game of Thrones’, e eu me sinto muito sortuda por estar aqui para ver o final desta história e o começo do que vem a seguir”, concluiu.

Jornal Midiamax