MidiaMAIS / Evento

Uma semana após novo decreto, apenas 4 pedidos para eventos são feitos na Prefeitura

Decreto estadual da última semana aumenta a ocupação dos estabelecimentos para 50% da ocupação

Carlos Yukio Publicado em 20/05/2021, às 16h09

(Arquivo, Jornal Midiamax)
(Arquivo, Jornal Midiamax)

Como apurado pelo Jornal Midiamax com os próprios produtores de eventos de Campo Grande durante a semana, enquanto houver a instabilidade da pandemia no estado e no país, o cenário continua desanimador para os profissionais do ramo. Segundo a SESAU, apenas 4 pedidos para realização de eventos junto à Vigilância Sanitária foram feitos desde o novo decreto da última quinta-feira (13). O prazo de análise é de 15 a 30 dias, conforme a Secretaria.

A medida altera uma antiga decisão estadual, de 31 de março deste ano, que limitava os eventos a apenas 50 pessoas. Agora, o limite subiu para 50% de ocupação. Mas mesmo diante desse aumento, produtores de eventos de Campo Grande ainda não se animam com o possível retorno gradual.

Conforme o novo decreto, as "realização de eventos, reuniões e festividades em clubes, salões, centros esportivos e afins" devem respeitar "a limitação de atendimento ao público de, no máximo, 50% da sua capacidade instalada; do distanciamento mínimo de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas presentes no local; do protocolo de biossegurança aplicável ao setor".

Festas clandestinas e denúncias

Ainda assim, são recorrentes as denúncias de aglomerações durante a pandemia. Em levantamento da Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande, foram flagradas na cidade mais de 700 eventos não autorizados desde o início do período de isolamento social até abril de 2021.

Informações referentes a segurança pública, denúncias de aglomeração e descumprimento medida sanitária são atendidas pela Guarda Civil Metropolitana pelo número 153 com atendimento 24h. O Jornal Midiamax também recebe denúncias pelo canal FalaPovo por telefone e WhatsApp no número (67) 9207-4330.

Jornal Midiamax