MidiaMAIS

'Procurar ajuda não é vergonhoso', diz psiquiatra sobre quem pensa em suicídio

Setembro Amarelo: como ajudar quem está em risco? Confira algumas orientações

João Ramos Publicado em 16/09/2021, às 09h37

"Suicídio é uma doença e assim deve ser tratada", diz profissional
"Suicídio é uma doença e assim deve ser tratada", diz profissional

Setembro é o mês de uma campanha de extrema importância. Ainda cheio de tabus, o suicídio não pode ser ignorado pela sociedade e a ação Setembro Amarelo traz à tona a relevância do assunto. A campanha nacional tem o objetivo de prevenir e reduzir os índices de suicídio no Brasil. Além do mês ser voltado à temática, 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Psiquiatra da Unimed Campo Grande, Dr. José Carlos Rosa Pires de Souza conta que é imprescindível estar atento e oferecer ajuda a quem precisa. "Se você conhece alguém com a ideia de que a vida não tem mais sentido, não pense que é covardia, é doença. O suicídio é causado 90% das vezes por algum transtorno mental, como depressão, ansiedade, entre outros. Essa pessoa precisa de ajuda, por isso, chegue e fale: 'parece que você não está muito bem, talvez eu possa ajudar'", destaca o especialista.

Dr. José ainda informa que para você identificar uma pessoa que não está bem, que está em sofrimento, é importante mais ouvir e observar do que falar. "Acompanhe essa pessoa até um médico, psiquiatra, psicólogo, para que ela possa ter ajuda o mais rápido possível", completa o médico.

Como ajudar quem está em risco? Confira algumas orientações:

- Abordar de forma calma, aberta, com aceitação e acolhimento, sem julgamento.

- Ouvir atentamente o que outro tem a dizer, sendo cordial e paciente ao ouvir.

- Ser empático com os sentimentos alheios.

- Expressar respeito às opiniões e valores do outro.

- Demonstrar cuidado e afeto.

- Incentivar procura de ajuda profissional.

"Quando as emoções, sejam elas quais forem, tornam-se prejudiciais de alguma maneira, é hora de buscar ajuda profissional. Procurar ajuda não é vergonhoso, quanto mais cedo procurar um profissional de saúde mental, melhor será o tratamento. O suicídio é uma doença e assim deve ser tratada. Tem solução quanto mais cedo for procurada a ajuda", conclui o psiquiatra.

Jornal Midiamax