MidiaMAIS

No Dia do Beijo, galera comemora 1 ano sem beijar por causa de pandemia

Devido ao Covid-19, as relações sociais mudaram e solteiros tiveram que se acostumar a não beijarem ninguém

Nathália Rabelo Publicado em 13/04/2021, às 07h30

Se encontrar pessoas está difícil, imagina beijar
Se encontrar pessoas está difícil, imagina beijar - Foto: Reprodução/Freepik

Hoje o dia amanheceu mais romântico. Terça-feira, 13 de abril, também conhecido como o Dia do Beijo. Data queridinha para xavecar aqui, investir ali e claro, conseguir aquele sonhado beijo. A verdade é que isso seria muito bom antes de 2020, ou melhor, antes da pandemia. Agora, a única coisa que os jovens solteiros estão comemorando neste Dia do Beijo é, de fato, a falta dele.

Victor Hugo Brandão tem 22 anos e é estudante de medicina. Em Dourados, no sul de Mato Grosso do Sul, o jovem ficou em isolamento social quando a pandemia começou e, desde então, completou um ano sem beijar na boca. Além das aulas remotas, o estudante teve que apostar também nos contatinhos à distância.

“Agoniante, o medo de beijar, pegar Covid e passar para os familiares era grande e eu ficava paranoico. Todo mundo precisa beijar né, 1 ano inteiro sem beijar já poderia me considerar BV novamente. Aí fiquei nos contatinhos por EAD apenas”.

Indignado, Victor Hugo ainda contou que, mesmo assim, contraiu o vírus. “Fiquei enfurnado em casa sem beijar e sem sair, fazendo só o necessário e acabei pegando Covid”. O estudante de medicina também falou o nome de uma pessoa que desejaria beijar quando acabasse o isolamento. Mas por motivos de sigilo – e para não estragar a sua chance – o Midiamax decidiu não revelar essa informação.

Zero contatinhos

A estudante Dandara Macedo Fagundes, 22 anos, também passa por algo semelhante. De Campo Grande, ela está há 1 ano e 2 meses sem beijar. Questionada sobre essa mudança na sua vida, ela respondeu que tudo ocorreu inesperadamente.

“Foi estranho, pois pouco tempo antes da pandemia estava saindo, vida normal. Ai depois do Carnaval, quando fechou tudo, consequentemente o contato com as pessoas também”, disse. Com o ciclo social reduzido, cumprindo o isolamento em casa e com poucas opções de lazer, tudo contribuiu para que ela não quisesse beijar ninguém e ter o total de “0 contatinhos”.

Já virou meme

Nem precisou ser Dia do Beijo para as pessoas sentirem a falta dele. No Twitter, vários internautas mostraram o sofrimento de ficar um ano sem dar unzinho sequer. Mas afinal, saúde em primeiro lugar, né? É o que alegam.

Foto: Reprodução/Twitter

Foto: Reprodução/Twitter

Foto: Reprodução/Twitter

Foto: Reprodução/Twitter

Talvez essa matéria tenha despertado o gatilho de muita gente – e nós da equipe do MidiaMais entendemos vocês – mas vale lembrar que é sempre importante não beijar desconhecidos por aí durante tempos pandêmicos. No Dia do Beijo, provavelmente muitas pessoas vão acabar beijando na imaginação mesmo. Mas todos eles são válidos, por sinal.

Jornal Midiamax