MidiaMAIS

Nathany Gimenez: a estilista de Campo Grande que veste MC’s do Brasil

Estilista une conceitos da música e moda para criar peças exclusivas aos cantores

Nathália Rabelo Publicado em 16/04/2021, às 14h05

Estilista cria peças exclusivas para cada MC
Estilista cria peças exclusivas para cada MC - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Em termos de moda, Campo Grande tem talentos ocultos aos olhos populares, mas nem por isso são menos dignos de criatividade e reconhecimento. Fugindo do tradicional, os novos estilistas sul-mato-grossenses trazem conceito, coesão e tendências dentro das próprias expressividades visuais. É o caso de Nathany Gimenez, que no auge dos seus 27 anos, está vestindo MC’s ao redor do Brasil com peças exclusivas no estilo streetwear.

À frente da própria marca, a estilista sempre prezou por roupas do street style. Unindo os anos de carreira com a paixão musical pelo Hip Hop, nasceu então a ideia de juntar os dois mundos para que ambos expressassem novos conceitos para a moda. E isso, com certeza, chamou a atenção de MC’s que também buscam ascensão no mercado musical através de uma identidade visual exclusiva.

“A moda e a música comunicam, a música através do ritmo, som e letra e a moda por imagens, formas e cores. Elas compartilham uma mesma forma de linguagem: a comunicação por meio do movimento. A música funciona como voz da época, da geração. A moda estabelece essa conexão com a época em que é pensada e feita. Então dá para dizer que a música é a voz da roupa. E a roupa a voz do tempo”, explicou a estilista ao MidiaMais.

Partindo desse viés, Nathany desenvolve peças que enriquecem o design já existente nas prateleiras das grandes marcas, mas com um toque especial de criatividade para trazer reconhecimento às pessoas.

Roupas que chamam a atenção

As criações não ficaram exclusivas ao território sul-mato-grossense. Muito pelo ao contrário, elas chamaram atenção de MC’s ao redor do Brasil que buscam um jeito único de se vestir:  MC Coronel (@coroneloficial) de Minas Gerais; Braggs (@braggs.wav) de São Paulo e que, inclusive, gravou clipe usando a criação da GMZ na Times Square (Nova York);  Zetre (@falatuzetre) de São Paulo; o Jag MC (@oficialjag) do Rio de Janeiro; Bubbajay (@obubbajay) de São Paulo; ANTSXCIAL (@antsxcial) de São Paulo; @oficalleonella de Minas Gerais e também para o Kenny (@eokenny__) de São Paulo.

[Colocar ALT]
Conjunto criado por Nathany para @oficalleonella (Foto: Reprodução/Instagram)

“Acredito que o que eles enxergam nas minhas peças é a expressividade. A mensagem escutada na música recebe uma significação ao ser ouvida e a construção desse significado pode ser percebida ao analisar a roupa que ele (a) usa enquanto canta”, explicou Nathany.

Dessa forma, ela trabalha individualmente com cada cantor para entender qual o significado das suas composições e, assim, criar roupas exclusivas que refletem essa ideia nas cenas dos clipes.

Apostando na tendência Techwear, que traz o conceito primordial de utilidade com vários bolsos e compartilhamentos elaborados, os materiais preferidos de Nathany são Brim – semelhante ao jeans em várias cores – nylon, moletom, velcro, zíperes aparentes, tecidos refletivos, fitas e fechos de mochilas, que estão em alta no momento.

“Não devemos descartar esse produto ‘modinha’, devemos olhar para ele e desenvolver um novo design baseado nele, que preze pela originalidade e mantenha a identidade forte da marca”, explicou.

Novos rumos

Questionada sobre os próximos passos para a marca, Nathany explicou que deseja aumentar a equipe de costureiros para a produção no estilo High Fashion e também lançar uma nova coleção de roupas. Além do mais, sonha em vestir trappers nacionais de grande relevância para a cena musical. Confira o conjunto desenvolvido pela estilista para o clipe do MC Kenny: https://www.youtube.com/watch?v=QNAa3e_R2uU

Conjunto criado para o MC Kenny (Foto: Arquivo Pessoal)

GMZ Urban, de Campo Grande, na Times Square de Nova York
(Foto: Arquivo Pessoal)

Jornal Midiamax