MidiaMAIS

'Febre da pandemia', beach tennis domina as quadras e cai no gosto do campo-grandense

Sem contato, esporte atrai quem quer se exercitar e não correr risco de contaminação

Ranziel Oliveira Publicado em 07/09/2021, às 07h27

A quadra pode ser dividida na modalidade simples e por duplas
A quadra pode ser dividida na modalidade simples e por duplas - (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

Se exercitar e manter mente e corpo saudáveis durante uma das mais graves crises sanitárias da história se tornou um desafio para muitos campo-grandenses. Em busca de esportes com o mínimo contato físico, mas que podem ser praticados em grupo, muita gente encontrou no beach tennis a possibilidade de se manter ativo ao ar livre. O esporte chegou na Capital em 2011 e nos últimos tempos tem ganhado cada vez mais adeptos. 

Um dos idealizadores do esporte por aqui e presidente da FSMBT (Federação Sul Matogrossense de Beach Tennis), Antonio Vieira da Cunha, foi um dos primeiros praticantes no Estado em 2012. Toni, como é conhecido, teve o primeiro contato com o esporte quando um praticante de frescobol do Espírito Santo apresentou a novidade, trazendo itens para a prática do beach tennis. 

Os equipamentos ficaram sob tutela da Funesp (Fundação Municipal de Esporte) e à disposição da população. A prática teve início na praça Elias Gadia e, em pouco tempo, havia muita gente jogando beach tennis. "Dividimos o grupo e uma parte foi para o Belmar Fidalgo. Em meados de 2012, começamos no Parque das Nações Indígenas com 6 redes. Em 2013, após a instalação de luz, passamos para 8 redes e a praticar de terça a domingo, e no fim de semana chegava a 10 redes".

Atletas durante partida em quadra simples (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

O entusiasta do esporte começou a instalar redes nas praças da cidade e em condomínios do município. "Em 2015, deixei redes no Damha, Rádio Clube de Campo e Vitalitá. Em 2017, o esporte entrou no projeto da Funesp no bairro Moreninhas, Guanandizão, Elias Gadia, Belmar Fidalgo e outras praças e foi fundamental para chegar onde estamos hoje".

Com a pandemia, a procura por esportes ao ar livre deu um salto e o beach tennis caiu nas graças do campo-grandense. "Em 2020, explodiu, era uma opção porque as academias fecharam e os esportes em grupo não podiam ser praticados. E, nesse ano, abri a Toni Beach Tennis", disse ele.

Amizades e amor pelo esporte

A servidora pública Marcelly Cabral, de 33 anos, é uma das adeptas que desenvolveu a paixão pelo esporte através da curiosidade, enquanto observava as pessoas no seu condomínio. “Comecei em outubro do ano passado pra sair um pouco de casa, em meio à pandemia, e também vi as amigas falando que estavam emagrecendo”, disse ela.

Além disso, o esporte proporcionou o fortalecimento de amizades e o amor pela prática esportiva. “Comecei a ver elas jogando e me interessei, desde então, começou a amizade com as 8 meninas que jogam. Vicia muito, você vai aprendendo e vai querendo jogar mais, vai melhorando o condicionamento e vai dando mais vontade de jogar, é um caminho sem volta. Vou disputar um campeonato em outubro”, finalizou.

Como jogar?

Conforme o instrutor Cleidson Rodrigues, de 23 anos, o esporte pode ser disputado de três formas: 1x1 na quadra simples, 2x2 na quadra de duplas e 2x2 misto (homem e mulher) na quadra de duplas, mas somente com saque por baixo.

A quadra simples tem o tamanho de 16 m de comprimento por 4,5 m de largura. A quadra de duplas é composta por 16 m de comprimento e 8 m de largura. Para ganhar a partida, o atleta deve ganhar 6 games. Para vencer um game, o praticante deve alcançar 40 pontos. Na contagem de 15, 30 e 40.

Onde jogar? 

Para jogar no Toni Beach Tennis, localizado no bairro Vilas Boas, os interessados podem praticar a modalidade ‘raqueteiro’, sem escolha de quadra e no formato de rodízio. De segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h, o valor é de R$ 15 por período. No final de semana, o valor é R$ 20. Durante a semana, para alugar a quadra por uma hora o valor é R$ 50 das 7h30 às 17h e R$ 80 até as 23h. No final de semana, o valor é fixado em R$ 80 a hora. Mais informações podem ser obtidas neste telefone 3324-9573. 

Outra opção para os curiosos pela modalidade é o Naldo Beach Tennis, o espaço fica na Rua Tapajós, na Vila Rica. Durante a semana, o funcionamento é das 16h às 21h30 e aos sábados e domingos o esporte pode ser praticado das 8h às 12h30 e das 16h às 21h30. Mais informações podem ser obtidas neste número 67 99224-5758.

Jornal Midiamax