MidiaMAIS

Com indígenas na plateia, Paulo Simões faz show memorável em Dourados

No repertório de 18 músicas, não faltaram verdadeiros hinos que embalaram gerações, como Trem do Pantanal, Kikiô e Comitiva Esperança

Marcos Morandi Publicado em 27/11/2021, às 10h07

Paulo SImões e Maria Alice, durante apresentação em Dourados
Paulo SImões e Maria Alice, durante apresentação em Dourados - Marcos Morandi

Quem foi à Praça Antônio João na noite desta sexta-feira (26) em Dourados, maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, testemunhou uma apresentação memorável do cantor e compositor Paulo Simões. Ele volta aos palcos com o espetáculo ‘Sonhos Guaranis”, que é uma das músicas feitas em parceria com Almir Sater.

O show foi aberto com a canção Cuitelinho, com vocal solo puxado pela cantora Maria Alice que acompanha o cantor. Em seguida Simões emendou Chalana, Prenda Querida, A Mato-Grossense e O Jacaré, consideradas clássicos da música regional e que foram imortalizadas nas vozes de duplas como Délio e Delinha e outros intérpretes.

Entre uma preciosidade e outra que tirava do baú de suas memórias, Paulo Simões presentava o público com explicações antológicas sobre cada canção e as fontes que bebeu para criar poesias musicais ao longo de sua carreira. No repertório de 18 músicas, não faltaram verdadeiros hinos que embalaram gerações, como Trem do Pantanal, Kikiô e Comitiva Esperança.

Antes de cantar “Sonhos Guaranis”, Simões fez referências aos povos indígenas que habitam a região e dedicou a música aos moradores da Aldeia Jaguapiru. Alguns deles estavam presentes na plateia e puderam acompanhar a voz quase embargada do compositor. “Estive lá com Seo Getúlio e Dona Alda e passei uma tarde com essas pessoas especiais”, explicou o cantor, ao falar do rezador e da sua esposa.

Banda renomada

Além de ouvir Simões inspirado e emocionado, os dourandenses assistiram performances dupla de bailarinos Ana Vieira e Érico Bispo, com performances do Cururu e o Siriri, danças  e folclóricas sul-mato-grossenses.

A banda que acompanhou Simões é praticamente a mesma que esteve com ele durante a apresentação em  Corumbá e  formada por renomados músicos do estado, como Gilson Espíndola, Romário Amorim, Renan Nonato, Ju Souc e Marcelo Ribeiro.

A equipe técnica conta com Anderson Rocha, Adriel Santos e Elton Silva. A direção de arte da turnê é do Lula Ricardi, webdesign, fotografia e filmagem são da produtora Vaca Azul. A produção local nas cidades  estão por conta da Cia Maria Mole (Corumbá), Jatobá Produções ( Dourados) e Augusto Palermo (Ponta Porã).

A direção de palco de “Sonhos Guaranis” é de Gilson Espíndola e a direção artística de Andréa Freire. A direção de produção da turnê são da Marruá Arte e Cultura. Após a presentação em Dourados, Paulo Simões está neste sábado (27) no Parque dos Ervais, em Ponta Porã.

Jornal Midiamax