MidiaMAIS

Mais em conta que ovo, ‘Kit Confeiteiro’ vira febre entre criançada na Páscoa

Todo ano é a mesma coisa: com a chegada do mês de abril, a criançada já começa a pedir chocolate para o coelhinho. A páscoa deste ano vai ser um pouco diferente. A pandemia do coronavírus pegou de surpresa uma imensidão de brasileiros que trabalham de forma autônoma ou que, de alguma forma, foram atingidos […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 09/04/2020, às 16h09

None

Todo ano é a mesma coisa: com a chegada do mês de abril, a criançada já começa a pedir chocolate para o coelhinho. A páscoa deste ano vai ser um pouco diferente. A pandemia do coronavírus pegou de surpresa uma imensidão de brasileiros que trabalham de forma autônoma ou que, de alguma forma, foram atingidos financeiramente pela doença. Época do ano em que as doceiras faturam mais, as profissionais precisam se reinventar e trazer novidades para chamar a atenção dos pequenos. Depois da explosão dos ovos de colher, a febre entre os consumidores é o Kit Confeiteiro, onde a criança recheia o próprio ovo e decora da forma que quiser.

A novidade ganhou o gosto do consumidor, que já aumentou a procura pelo doce ao invés do tradicional ovo. As caixinhas personalizadas com temas infantis são o diferencial do presente. Em tempos de isolamento social, o Kit parece ser a alternativa mais viável para entreter os pequenos durante o domingo de Páscoa. Ethyelle Beatriz Caetano Borges começou a vender bombons há 7 anos para engrossar a renda familiar. A doceira foi se aprimorando até que, em 2017, iniciou com os ovos de chocolate. Mamãe da Giovanna Beatriz, de 5 anos, ela conta que ano passado comercializou cerca de 20 Kits confeiteiro, mas este ano o cenário é outro.

” Por conta da pandemia as vendas caíram muito e as pessoas tem receio de gastar”, explica.

Ethyelle ainda ressalta que manteve os mesmos valores do ano passado, mas que trouxe temas diferenciados. Ao fazer a encomenda do doce, o cliente pode escolher entre Lol, Ladybug, Minnie, Baby shark, Mickey, Patrulha Canina, ou outros personagens que fazem a cabeça da criançada. Também existe a opção unissex, com tema de coelho. A caixinha vem com uma casca de ovo de 150g , 2 tubetes com confeitos para decorar e um saquinho com recheio de brigadeiro.

Diferente dos outros presentes que a criança abre e come, o kit transforma a data em diversão, garante a comerciante.

“É a opção mais procurada entre os pais por ser mais barato, ter personagem infantil e ser fácil de montar. A criança gosta de colocar a mão na massa e com a família sem sair de casa, todo mundo pode participar.”

Cada caixinha de kit custa R$ 35 e Ethyelle entrega com uma taxa (9 9251-6712). Quem preferir, também pode buscar no bairro Parque dos Girassóis. Há quem deixou para última hora e procura os kits através das redes sociais. Somente na última quarta-feira (8), a reportagem contou 6 publicações em grupos de vendas de Campo Grande pedindo indicações de quem venda o kit.

Jornal Midiamax