MidiaMAIS

A partir de terça: Mostra de Cinema enaltece o Samba e tem entrada “0800”

Carnaval se aproximando, já é possível sentir o cheirinho de folia cada vez mais perto. O que seria de toda essa festividade sem o Samba? Quase nada, né? O Samba é o estimulante de toda essa alegria e será homenageado na Mostra de Cinema e Samba – Salgue o Cinema com Saudade, realizado pelo Museu […]

Leandro Marques Publicado em 11/02/2020, às 10h10 - Atualizado às 22h13

Damas do Samba, uma das atrações da Mostra (divulgação)
Damas do Samba, uma das atrações da Mostra (divulgação) - Damas do Samba, uma das atrações da Mostra (divulgação)

Carnaval se aproximando, já é possível sentir o cheirinho de folia cada vez mais perto. O que seria de toda essa festividade sem o Samba? Quase nada, né? O Samba é o estimulante de toda essa alegria e será homenageado na Mostra de Cinema e Samba – Salgue o Cinema com Saudade, realizado pelo Museu da Imagem e do Som – MS, Estúdio Tranze e Liga das Escolas de Samba de Campo Grande (Lienca). As sessões começam a partir desta terça-feira, 11, e vai até quinta-feira, 13, com exibições sempre às 19h, com entrada franca. Ah, todos os filmes têm classificação livre, leve quem você quiser!

Toda essa festividade e alegria que o carnaval transmite tem sua importância tanto para a cultura brasileira, nossas tradições, como para o fomento da economia nacional, além de levar milhares de foliões a loucura nesses dias. Os filmes retratam várias vertentes e olhares; o samba, também símbolo de resistência, imprescindível para essa festa popular.


PROGRAMAÇÃO

No dia 11/02 será exibido o filme Rio, Zona Norte que narra a trajetória de um sambista carioca e as agruras da vida de um típico brasileiro, que vê no samba a inspiração para retratar um pouco de sua vida e/ou narrar o que o mesmo vê e sente.

O filme trata sobre o samba de raiz e as dificuldades dos compositores anônimos que, muitas vezes, são trapaceados por pessoas que lucram sobre os direitos autorais. Protagonizado por Grande Othelo, o longa é uma das preciosidades do cinema Brasileiro.

Já em 12/02, tem Damas do Samba dirigido por Suzanna Lira. O filme enaltece a presença feminina no carnaval e reforça que a participação delas foi fundamental para a sua criação, manutenção e perpetuação até os dias de hoje.

Musas, pastoras, tias, compositoras, passistas, madrinhas, carnavalescas, mulatas, intérpretes e até mesmo como operárias, elas formam um painel de cores, sentimentos e sons na representação desta cultura. Este filme faz um breve passeio pela história de algumas dessas mulheres, reverenciando e reconhecendo a sua força.

Encerrando mostra com chave de ouro, dia 13/02, é a vez do documentário Cartola – Música para os Olhos, contando com imagens de arquivos e depoimentos de amigos e colaboradores. Os diretores Hilton Lacerda e Lírio Ferreira abordam a história de vida e a obra de Agenor de Oliveira, mais conhecido como Cartola, um grande ícone nacional do samba e importante compositor da música brasileira.

Serviço: A Mostra de Cinema e Samba – Salgue o Cinema com Saudade que acontece de 14 a 13 de fevereiro no Mis, sempre às 19h com entrada de graça. O Museu da Imagem e do Som (MIS) está localizado na Av. Fernando Correia da Costa 559, no terceiro andar.

Jornal Midiamax