MidiaMAIS

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

Tendência nos anos 80 e 90, acessório conquista pela praticidade

Mariana Lopes Publicado em 17/04/2018, às 10h51 - Atualizado em 25/04/2018, às 13h44

None

Tendência nos anos 80 e 90, acessório conquista pela praticidade

Ela voltou! Sucesso entre os anos 1980 e 1990, a pochete vira moda outra vez em pleno 2018. Com estilo mais basicão ou com designer moderno e elegante, o acessório conquistou, principalmente, os adeptos à praticidade.

“Eu acredito que tenha voltado não só porque a moda é cíclica, mas também pela praticidade que ela proporciona. E nos dias de hoje, tudo que facilita a vida cai no gosto”, pontua a consultora de estilo Wity Prado.

Contudo, mesmo sendo tendência e estando nas vitrines de grandes griffes, ela ainda enfrenta preconceito e resistência.

“Ela é esteriotipada por conta de ter sido tendência em uma época vista como brega. Alguns não dão uma segunda chance a ela”, comenta Wity, que também já aderiu à pochete e dá dicas de como usá-la.

“Não  tem  limite, existem todos os modelos e estilos, preços e marcas. Ela agrega uma informação casual no look e vai bem também com um visual mais elegante”, orienta a consultora de estilo.

Confira alguns looks usados pelas ruas em Campo Grande, cheios de charme e autenticidade:

1 – Despojado, clássico e basicão

Nestas três fotos, a consultora de imagem Wity Prado mostra como é possível usar a pochete sem se prender a um estilo único. Ela usa o acessório com um visual despojado, outro mais clássico e elegante, e também com um look basicão, formado por uma blusa de alcinha e jeans.

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

.

2 – Versão vegana

A professora e artista ​Yasmin Fróes, 23 anos, topou nas redes sociais com um versão vegana de pochete e por ser adepta ao estilo, resolveu arriscar. “Comecei a usar faz mais ou menos uns seis meses, porque achei uma lojinha no Instagram que faz produções de pochete veganas. Cchei bonita, comprei e acabei viciando em usar”, conta. Nas fotos, ela usa a mesma pochete com looks completamente diferentes. E ficou lindo!

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

.

3 – Para eventos

Aos 46 anos, a relações públicas Patricia Filizzola viu a pochete brilhar nos anos 80 e 90. Porém, mesmo quando o acessório vivia o auge da moda, ela achava brega. Mais de três décadas depois, ela se viu dando o braço a torcer. “Hoje uso para trabalho, em eventos, e por uma questão de segurança e comodidade. Coloco celular, identidade, dinheiro e chave. Super seguro”, comenta.

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

.

4 – Do carnaval para o dia a dia

Foi no Carnaval de 2018 que a pochete ganhou o olhar da educadora física Ozeania Lima Santos, 38 anos.
“Vi uma foto no Instagram e achei muito prática a ideia de poder andar e dançar sem precisar segurar uma bolsa”, destaca. De lá para cá, ela já comprou três modelos diferentes e o acessório não sai da cintura nem no dia a dia.

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

.

5 – Diferentona

Adepta à pochete, a assistente de marketing Tani Faustino, 27 anos, encontrou uma maneira “diferentona” de usar o acessório: atravessado no tronco. “Não costumo usar no dia a dia, mas sempre que vou para algum lugar no final de semana na certa estou com ela ou essas doleras que colocamos por baixo da roupa. Uso pela praticidade mesmo. Mas confesso também que acho super estilinho usar”, comenta.

Em pleno 2018, ela está de volta: 5 dicas para usar pochete sem ser brega

.

Siga o MidiaMAIS no Instagram @midia_mais_

Entre em contato com a gente e mande suas sugestões pelo WhatsApp (67) 99965-7898 ou pelo email [email protected]

Jornal Midiamax