MidiaMAIS

Confira 7 antes e depois de lugares em Campo Grande que mudaram em 7 anos

Alguns lugares permanecem intactos com o passar do tempo. Mesmo após anos, a essência continua ali fazendo parte da história de Campo Grande, presente.

Carlos Yukio Publicado em 18/08/2018, às 06h30 - Atualizado em 20/08/2018, às 08h20

Aquário do Pantanal. (Foto: Arquivo/Midiamax)
Aquário do Pantanal. (Foto: Arquivo/Midiamax) - Aquário do Pantanal. (Foto: Arquivo/Midiamax)

Alguns lugares permanecem intactos com o passar do tempo. Mesmo após anos, a essência continua ali fazendo parte da história de Campo Grande, presente. Outros, mudam “da noite pro dia”. Com o Google Street View, é possível ver algumas dessas mudanças e perceber os prédios e construções que passaram despercebidas pelos olhos na época.

Os carros do Google Maps começaram a circular em 2011 pela Capital e desde então têm feito rondas periódicas para atualizar o mapa. No site, pode-se ver que lugares como a Praça Ary Coelho e a Cidade Natal mudaram bastante, e outros lugares, nem sequer existiam há 7 anos.

1. Praça Ary Coelho

De 2011 a 2012 a Praça Ary Coelho, um dos ícones centenários do centro da cidade, ficou interditada para as obras de revitalização. Foram colocadas grades ao redor da praça e ela passou a ser fechada no período da noite para “maior segurança”. Outra diferença notável é a presença de vagas para estacionamento onde hoje são canteiros no meio de toda a Avenida Afonso Pena.

2. Aquário

Um dos elefantes brancos da Capital, o Aquário do Pantanal é uma das promessas do Estado. Em 2011, a construção ainda não tinha tomado a forma que conhecemos hoje e que faz parte da paisagem do Parque das Nações. Projetado para ser o maior aquário de água doce do mundo, as obras utilizaram em torno de R$200 milhões dos cofres estaduais.

3.Orla Ferroviária

A Orla Ferroviária foi criada no fim de 2012 para reaproveitar o espaço deixado pelos trilhos de trem na antiga linha férrea entre as avenidas Afonso Pena e Mato Grosso. A obra trouxe mais beleza ao centro de Campo Grande mas hoje, moradores reclamar da falta de segurança na área.

4. Shopping Bosque dos Ipês

O caçula dos shoppings da Capital foi inaugurado em 2012. Assim, nas imagens capturadas pelo Google, pode-se ver a obra desde o início e acompanhá-la pela time-line. A área do shopping possui 144.500 metros quadrados e 12 mil vagas.

5. Mercadão

O Mercado Municipal, popularmente conhecido como “Mercadão” e que completou 60 anos recentemente, mudou muito com o tempo. Tanto por fora, quanto por dentro. Nas fotos, pode-se ver que ele também foi fechado com grades e o estacionamento privatizado.

6. Cidade do Natal

A Cidade do Natal faz parte dos cartões postais de Campo Grande e todos anos muda sua imagem para atrair mais o público durante os feriados de fim de ano para lazer e turismo. Em 2011, a fachada tinha casas coloridas e entrada vasta. Hoje as casas são todas vermelhas com uma maior ao centro.

7. Rotatória da Mato Grosso

O planejamento urbano e do trânsito mudou radicalmente a estética da área colocando semáforos na rotatória para melhorar o fluxo do trânsito. Além disso, o Hotel Deville, um dos hotéis de destaque de Campo Grande, não existia.

Jornal Midiamax