MidiaMAIS

Artistas da Capital vão ficar no Iphan até recriação do MinC ser oficializada

Cerca de 20 representantes estão no local desde sexta

Midiamax Publicado em 21/05/2016, às 17h06

None
Foto: Mariana Anjos

Cerca de 20 representantes estão no local desde sexta

Os artistas e integrantes de movimentos sociais de Campo Grande irão continuar em protesto no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), superintendência Estadual de Mato Grosso do Sul, até que seja oficializada a recriação do Ministério da Cultura, anunciada neste sábado, pelo ministro da Educação Mendonça Filho.

Eles estão desde essa sexta-feira (20), reunidos no Iphan e cerca de 20 pessoas eão dormindo no local. O objetivo era justamente esse, ocuperam o local até que fosse recriado o Ministério, mas como não foi oficializado, eles vão esperar a confirmação. A informação é de Fernanda Teixeira, uma das integrantes do movimento.

A classe está revoltada com o governo federal, pelo fato do presidente interino, Michel Temer (PMDB), ter extinto o Ministério da Cultura e na Capital de Mato Grosso do Sul não é diferente. Na parte da manhã, o presidente do Fórum Municipal de Cultura, Airton Raes, afirmou que eles irão permanecer com a ocupação por tempo indeterminado, até que esta recriação fosse feita.

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), disse neste sábado (21), que o presidente interino da república, Michel Temer (PMDB), decidiu recriar o Ministério da Cultura. Segundo o Jornal Folha de São Paulo, por meio de sua conta no Twiter, Mendonça Filho informou que a decisão foi tomada após reunião dele cm Temer.

De acordo com Filho, Marcelo Calero será nomeado o ministro da pasta. Ele foi nomeado nesta semana como secretário nacional de Cultura, após extinção do ministério. Ato este que causou muita polêmica e revolta por parte de artistas e integrantes de movimentos sociais de todo o Brasil.

Jornal Midiamax