MidiaMAIS

Para público de todas as idades, Coletivo de Artistas apresenta programação nas férias

Serão 16 dias corridos de teatro para adultos e crianças  

Carol Alencar Publicado em 10/07/2015, às 09h48

None
capa_casaa.jpg

Serão 16 dias corridos de teatro para adultos e crianças

As férias de julho chegaram e para não deixar a arte de férias também, o Grupo Casa – Coletivo de Artistas preparou quase 16 dias intensos de programação teatral para todos.Intitulada como ‘Férias no Teatro – Grupo Casa’ o grupo organizou três peças produzidas, dirigidas e encenadas por eles proprios.

A programação contempla o público infantil com o espetáculo “Zion” e com duas peças para o público adulto – “Amor” e o “Despertar da Primavera”. Todas as apresentações ocorrerão no Teatro AracyBalabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo a preços populares.

“O Grupo Casa acredita que uma temporada teatral é importante por deixar um espetáculo à disposição da cidade por um número maior de tempo e ainda defende uma temporada como o único caminho para a apropriação dos espetáculos, ou seja, só com uma constância de apresentações um espetáculo consegue ser desenvolvido com maior qualidade”, explica Ligia Prieto, diretora do grupo.

O Grupo

O “Grupo Casa – Coletivo de artistas” é um grupo de teatro com uma atividade cultural intensa na cidade de Campo Grande. Para dar continuidade às produções o grupo busca apoiadores que possam contribuir com a produção dos eventos e espetáculos, tornando-se colaboradores e parceiros do Grupo Casa e da Casa de Cultural Nildes Tristão Prieto.

As ações socioculturais têm reunido em torno da Casa de Cultura Nildes Tristão Prieto um público variado de espectadores e interessados em arte. O Grupo Casa realiza dois Festivais de Cenas Curtas, por ano, descobrindo novos dramaturgos, atores, e artistas de teatro. Nos festivais e espetáculos apresentados fora de sua sede, no Teatro AracyBalabanian, Teatro Fernanda Montenegro e no Teatro Manoel de Barros o Grupo Casa contou com um público de aproximadamente cinco mil pessoas.

Em 28 de maio de 2013 a poeta Nildes Tristão Prieto inaugura a “Casa da Poesia Dra. Alda Garcia”, onde ministrava aulas de declamação de poesias. Alguns meses depois de inaugurar a casa a fundadora faleceu. Desde então, Lígia Prieto, diretora da Casa tem se dedicado à continuação e expansão dos trabalhos iniciados por sua mãe.

Neste contexto de continuidade, de renascimento e de resistência artística, no dia 14 de março de 2014 o Grupo Casa inaugura a Casa de Cultura Nildes Tristão Prieto. Atualmente conta com 80 alunos de teatro. Já realizou em seu espaço mais de 20 eventos culturais por onde passaram mais de mil pessoas em um ano de existência, sendo todas especificamente interessadas em arte e cultura. A Casa possui um teatro de bolso com 40 lugares onde organiza mensalmente saraus de poesias e leituras dramatizadas produzidas e encenadas pelo Grupo Casa.

Os ingressos serão vendidos a R$ 10 e R$ 5 (meia). Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3326-0222/3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho.

Confira a Programação

Dias 10 e 16 de julho, às 20 horas

O Despertar da Primavera (12 anos/60’) – Um espetáculo baseado na peça do dramaturgo alemão FrankWedekind, com adaptação do texto de Fernando Lopes Lima e Philipe Faria. Com direção de Fernando Lopes Lima, Ligia Prieto, Marcelo Leite e Philipe Faria. A peça critica a sociedade alemã do fim do século XIX com apontamentos sobre a rígida e autoritária educação nas relações entre pais e filhos, professores e alunos, onde o espaço para o diálogo ou a falta dele dá lugar a desinformação, alienação, abusos e descasos para com a formação crítica dos adolescentes.

Uma história delicada, apresentada com muita força em todos os personagens adolescentes que protagonizam as dores de toda uma geração, Melchior, Moritz e Wendla trazem à tona as angústias vividas quando se tem 15 anos de idade. Despertar trata dessas novas descobertas e sensações que a adolescência nos proporciona viver.

Elenco: Letícia Campos, Thaisa Contar, Kelly Figueiredo, Luciano Risalde, Ana Kariny Campeiro, Yuri Tavares, FranDham, Eduardo Figar, Ligia Prieto, Beget de Lucena, Yasmim Fonseca e Vini Ferreira. Com direção de Ligia Prieto, Fernando Lopes Lima, Philipe Faria e Marcelo Leite. Dramaturgia adaptada por Philipe Faria e Fernando Lopes Lima. Cenário e Figurino, Kelly Figueiredo, Fernando Lopes Lima e Ligia Prieto.

Dias 11, 12, 18, 25 e 26 de julho, às 16 horas

Zion – o Planeta dos Carecas (Livre/40’) – Um espetáculo baseado no livro infantil de Ariadne Cantú: “O Planeta dos Carecas”, com dramaturgia de Fernando Lopes Lima e direção de Ligia Prieto. É um conto lúdico de respeito ao ser humano, independente de suas qualidades. Nele, é narrada a história da população do planeta Zion, onde todos são carecas, uma alusão delicada as consequências do câncer. Com muita música a história do protagonista Ricardo se apresenta narrada por Bianca, sua melhor amiga e habitante de Zion que adora contar histórias ao olhar para o planeta Terra ao cair da noite.

A primeira vista a história parece ser apenas um apoio a quem é diferente, mas basta uma análise mais profunda é possível adotar outra conotação: a de respeito ao próximo. No elenco: Letícia Campos, Thaisa Contar, Kelly Figueiredo, Luciano Risalde, Igor Benites, Bruno Yudi, Ana Kariny Campeiro, Yuri Tavares, FranDham. Com direção de Ligia Prieto e Fernando Lopes Lima. Direção Musical de Philipe Faria. Cenário e Figurino, Kelly Figueiredo, Ligia Prieto e William Carrapateira.

Dias 11, 12, 17, 18, 25 e 26 de julho, às 20 horas

Amor (12 anos/60´) – Livremente inspirado nos romances “Eu Sei Que Vou Te Amar” de Arnaldo Jabor, “O Coiote”, de Roberto Freire e “Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres”, de Clarice Lispector. Vivida nos anos 80, com muita música, dança e cores, “Amor” conta a história de dois personagens, Ele e Ela, um jovem casal recém-separado que descobre que a verdade do amor está em vivê-lo em toda sua essência, loucura, e destemperança.

Numa divertida e intensa brincadeira de atuação, três atores dividem um mesmo personagem, Ele, contracenando com uma única atriz, apresentando assim todas as facetas dos sujeitos aprisionados no abismo do amor. “Amor” é uma viagem de volta ao passado apontando as angústias e graças vividas em todos os relacionamentos a qualquer tempo. No elenco: Ligia Prieto, Beget de Lucena, Bruno Loiácono e Vini Ferreira. Direção e dramaturgia de Fernando Lopes Lima, Co-direção Marcelo Leite, Assistente de direção Luciano Risalde. Cenário: Ligia Prieto e Fernando Lopes Lima.

Jornal Midiamax