MidiaMAIS

Da lenda pantaneira ‘Flor de Xaraés’, artesã cria marca e representa MS em Milão

Produtos ficam até 31 de outubro na Expo Milão, na Itália

Carol Alencar Publicado em 22/06/2015, às 09h51

None
capa_flor.jpg

Produtos ficam até 31 de outubro na Expo Milão, na Itália

Claudia Castelão foi por muito tempo psicopedagoga até ouvir uma história de pescador que a fez mudar completamente, até mesmo de profissão. A história aconteceu enquanto ela e o marido pescavam no interior de Mato Grosso do Sul e, enquanto todos que participavam daquele momento, falavam sobre as belezas do amor e do pantanal.

“A ideia veio durante uma pescaria, quando ouvi sobre a lenda pantaneira de uma flor criada pela natureza para ajudar um peão que estava apaixonado pela filha de um rico fazendeiro… o pai da moça só permitiria o namoro se a flor não morresse enquanto o peão estivesse em comitiva; feito isso, ele pediu a Mãe Natureza uma luz que fizesse com que a flor não murchasse e ela assim o fez, dando a eles uma flor de madeira”, conta.

A partir daquele momento, Claudia ficou com a história na cabeça até pesquisar e descobrir sobre a lenda. Feito isso, ela investiu todas as suas forças no projeto Flor de Xaraés.  

Com a ajuda do marido, ela teve a ideia de virar artesã e, juntos, criaram uma máquina para modelar a madeira. Engenhoca criada, o próximo passo foi encontrar uma madeira que atendia essa necessidade, de se fazer virar uma flor.

“Eu toda minha família criamos essa maquina e realizamos o sonho de fazer as flores de madeira, e nos empenhamos em criar um produto 100% ecologicamente correto e seguimos”, avalia a artesã que encontrou uma madeira macia de plantiu e boa para reaproveitamento.

Isso foi há exatamente 14 anos. Na época, o primeiro produto criado pela artesã, derivado da flor, foi uma haste de flor e logo depois, viriam os mais de 100 itens que hoje, a marca já tem. Dentre os produtos, acessórios femininos como bolsas com detalhes com flor, brincos, broches e até artigos para decoração.

Flor de Xaraés em Milão

Como tudo que é bom tem repercussão, a Flor de Xaraés não ficou atrás e também se sobressaiu. Logo que ex-psicopedagoga que virou artesã lançou sua marca, com toda a normatização e preocupação em ser ecologicamente correta, entrou pro roll de empresas que pensam no meio ambiente e assim pode concorrer a vários prêmios que suportam esse mérito.

“Eu procurei o SEBRAE, logo que tive a ideia da marca e foi com o auxilio deles que consegui desenvolver e aprimorar a marca em si; isso também me deu uma alavancada na visibilidade do nome e dos produtos artesanais e nos levou para lugares de todo o mundo”, explica.

Dentre as marcas escolhidas de toda a região Centro-Oeste, a Flor de Xaraés foi à única habilitada a participar da Expo Milão 2015, na Itália.

Cláudia que é paulista, mas que tem Mato Grosso do Sul no coração sente-se privilegiada de ter o sonho de sua criação levando o nome do Estado que escolheu para viver, através de sua arte.

“Quando a flor viaja e permanece em exposição ela tá levando um pouquinho de todos nós sul-mato-grossenses em sua história, porque ela leva a cultura do nosso Estado e é nesse Estado que construí a minha história, tenho meus filhos que são daqui e que eu amo representar”, pontua.

A exposição teve abertura em 1º de maio e segue até dia 31 de outubro na Expo Milão. Além dessa exposição, a Flor de Xaraés tem outras duas premiações na Top 100 – que escolhe as cem melhores unidades produtivas de todo o Brasil. A artesã lembra ainda que durante as Olimpíadas de Londres, a marca foi selecionada para representar o Brasil na Casa Mostra Brasil de Londres. Já no ano passado foi selecionada para poder estar junto a ONU em Nova York.

A flor em si é um produto que as pessoas olham e, automaticamente, a cheiram e se encantam. Sobre as inovações da marca, Claudia diz que pensou na linha de aromatizantes. “Quando você consegue atingir o coração das pessoas é a mesma coisa do sentimento do trabalho realizado e este é o segredo da vida, fazer o que ama e estamos investindo na linha de cheiros de ambientes da Flor de Xaraés, espero que tenha uma boa aceitação”. 

Vale lembrar que atualmente, Cláudia possui uma equipe inteira dedicada e empenhada com as criações da Flor de Xaraés. A marca tem site e também, página no Facebook.

Jornal Midiamax