Geral

Projeto leva ações de autonomia econômica a moradoras de comunidade indígena

Faz  Projeto Sócio Educativo Harmonia e Frutos

Diego Alves Publicado em 28/06/2015, às 01h33 - Atualizado em 26/04/2018, às 17h55

None
foto.jpg

Faz  Projeto Sócio Educativo Harmonia e Frutos

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio de parceria com artesãs, empresários e profissionais, realiza por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres ações que visam aumento da autoestima e valorização pessoal de mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica.

O projeto Mulheres do Bairro, da Coordenadoria de Geração de Emprego e Eenda, levou as mulheres indígenas do assentamento Água Bonita, nesta quarta feira (24), curso de confecção de carteiras a partir de materiais recicláveis.

A iniciativa, que faz parte do Projeto Sócio Educativo Harmonia e Frutos, representado pela coordenadora Maria de Fátima, ofereceu para 15 mulheres indígenas a oportunidade de aprender artesanato produzido com facilidade tanto no manuseio como nos materiais a serem utilizados. Com caixas tipo leite longa vida ou suco, de 1 litro, retalhos de tecido e cola, foram elaboradas carteiras de mão e bolsas, que recebem o toque de feminilidade de cada uma, fazendo assim cada peça única e especial, pois carregam a originalidade e criatividade de mulheres muito especiais.

“Gostei muito do projeto, aprender coisas novas é sempre bom, e ajudar em casa, e ao meio ambiente de uma só vez e algo sensacional. O custo das carteiras é barato e o rendimento muito bom, a gente mora longe, e ter essa atenção nos deixa muito felizes”, declarou Valéria Soares.

O projeto Mulheres do Bairro visa atender a demanda de mulheres que precisam aumentar sua renda financeira mas que por algum motivo não podem sair de casa para trabalhar. “Aproveita a embalagem que ia para o lixo, e fazer arte que vale dinheiro é muito bom, gostei muito, pois são lindas as carteiras. A Secretaria está de parabéns, porque nós sempre ficamos de lado, e agora estamos recebendo esta oportunidade”, afirma Joicilene Cardoso.

Esta e outras ações fazem parte de um dos eixos de atuação da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que promove capacitação, autonomia, saúde integral, enfrentamento da violência doméstica e contra as mulheres, com participação na sociedade, mercado de trabalho e também na política, de forma igualitária.

“A mulher tem direitos e eles devem ser respeitados, estou disposta a levar melhorias, autonomia, e empoderamento às mulheres de Campo Grande”, declara a secretária da pasta Liz Derzi de Matos, que completou na última quinta feira (25) um ano de gestão na Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.

Jornal Midiamax