Geral

Soja foi o principal produto exportado por MS, ultrapassando a celulose

A soja em grãos ultrapassou a celulose como o principal produto exportado por Mato Grosso do Sul, no acumulado da receita de janeiro a março. A celulose liderou o ranking estadual de faturamento, nos dois primeiros meses do ano, com as vendas no mercado internacional, enquanto a oleaginosa ocupou a quarta posição. As informações foram […]

Arquivo Publicado em 09/04/2014, às 15h35

None
2025754232.jpg

A soja em grãos ultrapassou a celulose como o principal produto exportado por Mato Grosso do Sul, no acumulado da receita de janeiro a março. A celulose liderou o ranking estadual de faturamento, nos dois primeiros meses do ano, com as vendas no mercado internacional, enquanto a oleaginosa ocupou a quarta posição.


As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (9), com dados do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (Aliceweb), do Ministério do Desenvolvimento, indústria e Comércio (Mdic).


De acordo com o Aliceweb, no primeiro trimestre de 2014, Mato grosso do Sul obteve com as exportações uma receita de US$ 1,157 bilhão, o que representa um discreto aumento de 3,27% frente aos US$ 1,121 bilhão do mesmo período de 2013.


Do faturamento total com essas operações neste ano, 71,53%, o equivalente a US$ 828,244 milhões vieram das vendas de quatro produtos, todos relacionados ao agronegócio: soja em grãos, celulose, carne desossada e congelada de bovinos e açúcar.


A soja em grãos, principal produto exportado pelo estado neste primeiro trimestre de 2014, contabilizou um aumento de 81,51% em receita em relação ao mesmo período de 2013, saltando de US$ 206,022 milhões para US$ 373,963 milhões.


MS exportou 748,526 mil toneladas de soja, sendo que 85,60% foram destinados à China, no volume total exportado. O país asiático comprou do estado 671,583 mil toneladas do grão, que resultou em um faturamento de US$ 335,542 milhões.


A celulose caiu para segunda posição no ranking de receita das exportações sul-mato-grossenses. A receita com as vendas de celulose para o mercado internacional entre janeiro e março deste ano em comparação com os primeiros três meses do ano passado teve um incremento de 17,42%, passando de US$ 199,351 milhões para US$ 234,092 milhões.


A carne desossada e congelada de bovinos ficou na terceira posição do ranking com US$ 139,804 milhões, e o açúcar na quarta posição com US$ 80,383 milhões, ficando 38,60% abaixo da obtida no mesmo período do ano passado, US$ 130,896 milhões.

Jornal Midiamax