Geral

“Só punição acaba com isso” diz Muricy sobre o caso Arouca

O técnico Muricy Ramalho foi mais um a se manifestar sobre as ofensas racistas sofridas pelo volante Arouca do Santos. Após a goleada por 5 a 2 sobre o Mogi Mirim, na última quinta-feira, no Romildão. Claramente indignado, o treinador foi enfático e cobrou uma atitude dos órgãos responsáveis. – Só existe uma única saída: […]

Arquivo Publicado em 07/03/2014, às 15h49

None

O técnico Muricy Ramalho foi mais um a se manifestar sobre as ofensas racistas sofridas pelo volante Arouca do Santos. Após a goleada por 5 a 2 sobre o Mogi Mirim, na última quinta-feira, no Romildão.


Claramente indignado, o treinador foi enfático e cobrou uma atitude dos órgãos responsáveis.


– Só existe uma única saída: a punição. Não tem o que discutir. É uma coisa absurda, não pode mais ter jogo nesse lugar (Mogi Mirim). Tem que punir. Só punição acaba com isso. Não pode passar nada – disse em entrevista coletiva


O técnico, que dirigiu Arouca por dois anos, não poupou críticas ao torcedor que xingou o jogador de macaco. E exaltou ainda a personalidade do meia fora dos gramados


– As pessoas desse nível só podem ser chamadas de idiotas. Se ficassem dois minutos com o Arouca para saber quem ele é, que tipo de pai, que tipo de amigo ele é, que tipo de cidadão… Trabalhei com ele dois anos, no Santos e aqui (no São Paulo). É diferente como pessoa, tem caráter. Não tem o que discutir a gente fica indignado – finalizou Muricy.


O jogador se pronunciou sobre o caso e também pediu punição.

Jornal Midiamax