Geral

PT nacional não vai impor alianças em Mato Grosso do Sul, diz Paulo Duarte

Presidente do PT em Mato Grosso do Sul, o prefeito Paulo Duarte contou que o diretório nacional do partido não vai impor alianças no Estado. Ele acaba de conversar com o presidente nacional da legenda, Rui Falcão. “Em hipótese nenhuma haverá imposição. Claro que é prioridade a eleição da Dilma, mas também é a do […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 13h16

None

Presidente do PT em Mato Grosso do Sul, o prefeito Paulo Duarte contou que o diretório nacional do partido não vai impor alianças no Estado. Ele acaba de conversar com o presidente nacional da legenda, Rui Falcão. “Em hipótese nenhuma haverá imposição. Claro que é prioridade a eleição da Dilma, mas também é a do senador Delcídio. Uma coisa não pode sobrepor a outra”, disse.

Duarte diz acreditar que o momento é de conversar com todos. “Não trabalhamos para definir nesse momento. Vamos trabalhar uma política de aliança muito forte”, declarou.

No encontro com Rui Falcão, Duarte levou pesquisas quantitativas e qualitativas, de consumo interno, mostrando a situação do cenário político em Mato Grosso do Sul. Segundo ele, os levantamentos mostram que existe um desejo de mudança até mesmo entre aqueles que aprovam o atual governo.

Em relação ao encontro do governador André Puccinelli (PMDB) com o Ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, Duarte considera a conversa natural e que muitas outras acontecerão porque o PMDB faz parte da aliança nacional.

Ele diz que ainda é muito cedo para falar em possibilidade de aliança entre PT e PMDB no Estado. “Não sei nem se ele [André Puccinelli] é candidato ao Senado. Isso só vai ser resolvido depois de abril”, disse. Em abril, Puccinelli terá que renunciar ao governo se quiser ser candidato a senador. “O momento é mais de conversa do que em definição”, resumiu Duarte.

Jornal Midiamax