Geral

Palmeirense veta greve e critica falta de prisões de invasores corintianos

O capitão do Palmeiras, Fernando Prass, falou ao jornal Lance sobre os principais temas do momento. Na condição de líder alviverde, o goleiro discordou da chance de greve dos jogadores no Paulistão e criticou a falta de prisões dos invasores ao CT do arquirrival Corinthians. “Se a greve pudesse dar um basta na violência, eu […]

Arquivo Publicado em 09/02/2014, às 19h56

None

O capitão do Palmeiras, Fernando Prass, falou ao jornal Lance sobre os principais temas do momento. Na condição de líder alviverde, o goleiro discordou da chance de greve dos jogadores no Paulistão e criticou a falta de prisões dos invasores ao CT do arquirrival Corinthians.

“Se a greve pudesse dar um basta na violência, eu seria a favor. Mas sou realista. Não é parando o Paulista que vai acabar, é uma questão mais ampla, social”, analisou o goleiro.

A greve foi uma possibilidade cogitada por alguns membros do Bom Senso FC e pelo presidente do Sindicato dos Atletas, Rinaldo Martorelli, como reação ao episódio ocorrido na semana passada em que torcedores invadiram o CT para ameaçar jogadores do Corinthians.

Oito dias depois do episódio, ninguém foi preso. O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, entregou pessoalmente as gravações da invasão para colaborar com a investigação da Política Civil sobre o caso.

A falta de prisões foi motivo de críticas de Fernando Prass na entrevista ao jornal. “Se entrassem no Lance, com câmeras, no outro dia seriam 20 presos. Ainda mais se for de organizada, todos são conhecidos. Já faz uma semana e ninguém foi preso. Muito estranho”.

Jornal Midiamax