Geral

MST fecha rodovias do DF para lembrar ‘Massacre de Eldorado’

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) fecharam duas rodovias do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (17) para relembrar os 18 anos do massacre de Eldorado dos Carajás, no sul do Pará. Na ocasião, 19 pessoas foram mortas por policiais durante um protesto contra a demora na demarcação de terras. Na BR-070, […]

Arquivo Publicado em 17/04/2014, às 10h33

None

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) fecharam duas rodovias do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (17) para relembrar os 18 anos do massacre de Eldorado dos Carajás, no sul do Pará. Na ocasião, 19 pessoas foram mortas por policiais durante um protesto contra a demora na demarcação de terras.

Na BR-070, próximo ao balão de acesso a Brazlândia, a 250 manifestantes colocaram fogo em pneus por volta das 7 horas. O protesto aconteceu no sentido Águas Lindas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo permaneceu no local por cerca de uma hora e liberou a pista nos dois sentidos por volta das 8 horas.

Outros 200 integrantes do movimento fecharam um trecho da BR-020, próximo ao acesso à DF-345. O protesto começou às 6 horas. Em 40 minutos, a rodovia foi liberada.

Segundo Catielle Brandão, membro do MST, os manifestantes exibiram faixas em homenagens às vítimas do massacre e distribuíram 250 kits com alimentos como couve, cebolinha, pimenta, chuchu e abóbora aos motoristas.

Jornal Midiamax